Tempo Real

Confúcio Moura: A candidatura da Confusão e o “estufa urna” Amir Lando

Alguma coisa de muito estranho acontece na coligação do peemedebista Confúcio Moura tanto para vice governador, como para o candidato ao senado da república, no sábado na convenção foi lançado o nome do engenheiro Lucio Mosquini, que saiu carregado nos braços de seus correligionários, mas a euforia de sua equipe não durou nem 48 horas, saiu humilhado e execrado publicamente, submetido ao ridículo de uma candidatura natimorta de vice governador.

Depois que o senador Acir Gurgacz ter ameaçado a sair a governador, houve novamente uma recomposição partidária, cabendo ao prefeito Mauro Nazif e seu grupo lançar o nome do ex deputado Daniel Pereira como candidato a vice governador, sobre essa candidatura vejam o que Confúcio Moura disse na tarde desta quarta-feira em Vilhena, “mas creio que grupo está quase definido”. Confúcio também frisou que a escolha de Daniel Pereira (PSD) como vice, “um político hábil, produtivo e oriundo do Cone Sul, será um grande benefício para a região, caso tenhamos sucesso na campanha”  Folha do Sul Online, parece que o governador Confúcio não detém em suas mãos as rédeas do processo de sua própria reeleição, pois foi outra pataguada do governador, e Daniel Pereira foi defenestrado da postulação pelo próprio Confúcio e os altos dirigentes peemedebistas, pelo que se vê é cego dirigindo cego.

Agora vem a candidatura do empresário Mário Português, como candidato a vice Governador de Confúcio Moura, não se sabe até quando esta postulação vai se sustentar. Nas redes sociais esta questão já virou piada, chegando ao ponto de um internauta postar “ a bailarina da praça foi convidada para ser vice de Confúcio, mas temendo ser defenestrada também recusou, Mário Português aceitou”

Para o senado da República, primeiramente foi lançado a candidatura do atual senador Acir Gurgcz, mas como foi lançado o nome de Lucio Mosquini, como vice governador no sábado , contra a vontade do homem da cascavél, o senador Acir ameaçou se retirar da coligação, sendo que de imediato foi lançado o “estufa urna” deputado federal Amir Lando (ridículos quase oito mil, seiscentos votos, nas eleições de 2010) para senador, com a recomposição da aliança dizem que o mesmo também recebeu cartão vermelho da candidatura de senador, voltando a ser candidato a deputado federal.

Mas meu Deus do Céu, quanta lambança, que falta de respeito com os convencionais, com os partidos, com os eleitores, com as lideranças partidárias, com a justiça eleitoral, no meu tempo as convenções eram acompanhadas por um observador da justiça eleitoral, as atas eram feitas na hora, e rubricadas na hora pelo observador da justiça, que ficava com uma cópia, alterações posteriores eram feitas depois da entrega da ata na justiça eleitoral. Resta saber se até o final desta semana os caciques peemedebistas vejam que realmente quem não tá com nada na foto, seja o próprio Confúcio Moura, e defenestrem ele também

Por Gomes Oliveira

Jornalista

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
Tags

About the author

Gomes Oliveira

3 Comments

Click here to post a comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

COMPARTILHE

BAIXE NOSSO APLICATIVO

RESENHA POLITICA

TEIA DIGITAL

DIRETO DE ROLIM

TEMPO REAL

PUBLICIDADE

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
pt_BRPortuguese