Cultura

Prefeitura de Porto Velho abre Espaço Mulher para exposição de artesanato regional

Com apoio da prefeitura de Porto Velho, artesãs que integram a Feira do Sol Economia Solidária estão expondo seus produtos no rol de entrada do Espaço Mulher, ao lado da Maternidade Municipal Mãe Esperança. O trabalho começou no último dia 30 de abril, e desde então, todas as terças-feiras as mulheres ocupam o local para expor produtos confeccionados por elas.

A coordenadora municipal de políticas públicas para mulheres, Antônia Ferreira dos Santos, que abriu o espaço para a feira, disse que o objetivo da administração do prefeito Mauro Nazif é valorizar o trabalho das artesãs, tornando-o mais conhecido da população e, consequentemente, ajudar na melhoria de renda e qualidade de vida das famílias dessas trabalhadoras.

Segundo Antônia, além de ceder o Espaço Mulher para as artesãs, a Coordenadoria de Mulheres busca outros locais onde as peças de artesanatos podem ser expostas. “Já agendamos a exposição no Sesc, faculdades e órgãos públicos como o Detran e Assembleia Legislativa de Rondônia”, afirma. Antônia diz, ainda, que o objetivo é fazer com que o Espaço Mulher seja ocupado por outras trabalhadoras, já que o local pertence ao público feminino.

Para a coordenadora da Feira do Sol, Marlene Marques, o apoio da prefeitura é muito importante, pois além de valorizar o artesanato regional, fomenta a economia e contribui para melhorar a geração de renda das famílias envolvidas. “O resultado tem sido muito bom e ajuda a pagar as nossas contas”, comenta. Ela pede para que o público compareça todas as terças no Espaço Mulher e diariamente no estacionamento do prédio do relógio, na Sete de Setembro com Farquar.

Maria Barabadá Karitiana, que confecciona artesanatos indígenas, também aprova a ideia. Segundo ela, há 16 anos confecciona e comercializa esse tipo de produto, sendo quatro deles na Feira do Sol. Afirma ser um prazer divulgar a cultura dos índios da região Amazônica, o que também contribui para complementar a renda familiar. “Estou muito satisfeita com o resultado”, completa.

Os produtos expostos pelas artesãs são os mais diversos, confeccionados em madeira, cipó, capim rosado, tecido e linhas, dentre outros. Muitos deles são bordados à mão, a exemplo dos tapetes. Cuidadosamente trabalhadas, as peças retratam a cultura regional e as tradições dos povos do Norte, especialmente de Rondônia. As mulheres ainda vendem doces de palmito, pupunha e de muitos outros produtos regionais.

Por Augusto José Fotos: Frank Nery

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

COMPARTILHE

BAIXE NOSSO APLICATIVO

RESENHA POLITICA

TEIA DIGITAL

DIRETO DE ROLIM

TEMPO REAL

PUBLICIDADE

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
pt_BRPortuguese