Teia Digital

Dia dos Namorados deve ter alta nas vendas – Po r Silvio Persivo

Os lados reais da realidade. “A realidade é o que consideramos ser verdade. O que consideramos ser verdade é o que acreditamos. O que acreditamos é baseado em nossas percepções. O que percebemos depende do que procurar. O que procuramos depende do que pensamos. O que pensamos depende do que percebemos. O que percebemos determina o que acreditamos. O que acreditamos determina o que consideramos verdade. O que consideramos verdade é a nossa realidade” (David Bohm). 

DIA DOS NAMORADOS DEVE TER ALTA NAS VENDAS 

Por seu apelo emocional e teor afetivo o Dia dos Namorados é a terceira melhor data para as vendas do comércio varejista. Este ano, com a suspensão das medidas restritivas, a volta dos encontros, a comemoração deve assumir maiores dimensões. Pelo menos é o que dizem os analistas econômicos, que preveem uma movimentação, em Rondônia, de mais de R$ 17 milhões, o que representa um aumento previsto de 4,5% real em relação à 2021. O presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Rondônia-Fecomércio-RO, Raniery Coelho, acredita, porém, que as vendas somente “Deverão se aquecer na semana do Dia dos Namorados. Há sinais de que, este ano, apesar de termos previsão de resultados melhores, as compras uma grande parte das compras somente serão feitas nos últimos três dias antes da data”. 

RANIERY COELHO É REELEITO PRESIDENTE DA FECOMÉRCIO

Numa eleição em que se demonstrou a união e a força do comércio de Rondônia o empresário Raniery Araújo Coelho foi reconduzido ao cargo de presidente do Sistema Fecomércio-RO para o mandato 2022/2026. Por unanimidade dos votantes (delegados representantes dos sindicatos patronais filiados), a sua chapa foi eleita para dirigir a Entidade, que representa os Empresários do Comércio de Bens, Serviços e Turismo no Estado de Rondônia, pelos próximos quatro anos.  A posse da nova Diretoria está marcada para o próximo dia 22 de junho de 2022.  Empresário tradicional de Porto Velho, advogado e pessoa de amplo trânsito, Raniery não somente coordena o Fórum de presidentes das federações da Amazônia como, recentemente, foi agraciado pela Câmara Brasileira de Cultura como a Medalha do Mérito da Amazônia pelos serviços prestados à região. Nossos votos de muito sucesso no novo mandato. 

A OCUPAÇÃO EM RONDÔNIA SOBE MAIS DE UM TERÇO ENTRE 2021 E 2022.

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), divulgada Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revela que, entre o 1º trimestre de 2022 e o mesmo período de 2021, o número de desocupados em Rondônia diminuiu 35,2%, passando de 96 mil para 62 mil pessoas, o que representa um aumento do número de ocupados de 11,3% (de 845 mil trabalhadores para 896 mil). Em comparação ao 4º trimestre de 2021,  o número de ocupados e de desocupados manteve-se estável. Com este resultado o estado permanece entre as unidades federativas com menor taxa de desocupação. Com um índice de 6,9%, Rondônia está na quinta posição, atrás de Santa Catarina (4,5%), Mato Grosso (5,3%), Mato Grosso do Sul (6,5%) e Paraná (6,8%). A pesquisa mostra ainda que três segmentos de atividade do trabalho representam 58,4% das pessoas ocupadas em Rondônia: o comércio, com 169 mil ocupados (20,3%); o setor agropecuário, com 167 mil trabalhadores,  (20%); e a administração pública, com 151 mil ocupados (18,1%). Também a informalidade, em Rondônia, manteve-se estável (48,2%). Informais são os empregados sem registro em carteira, empregadores e trabalhadores conta própria sem CNPJ.

2ª FEIRA DE GASTRONOMIA E NEGÓCIOS DE RONDÔNIA 2022

Nesta terça-feira (17), no Spasso MultiEventos – Av. Rio de Janeiro, 4464, Nova Porto Velho, o segmento da alimentação está em festa com o Coquetel de lançamento da 2ª Feira de Gastronomia e Negócios de Rondônia 2022. É esperada uma grande participação de empresários do setor que terão a oportunidade de ver como a feira irá proporcionar bons negócios. 

QUEDA DAS CRIPTOMOEDAS DESNORTEIA INVESTIDORES 

Como se observa o Bitcoin opera em queda, desde o começo de maio,  e voltou a ficar abaixo dos US 30 mil, com uma queda semanal de 23,43%, segundo o CoinMarketCap. Entre as cem maiores moedas poucas apresentam rentabilidade mostrando que o setor cripto passa por tempos  desafiadores. Como se costuma dizer: muita calma nesta hora. Três fatores parecem ser determinantes para os resultados negativos dos ativos: a inflação nos EUA; a guerra da Ucrânia e o lockdown na China. Chamou muito a atenção semana passada a grande queda da  criptomoeda Terra Luna, que perdeu quase todo  o seu valor de mercado, apresentou uma volatilidade muito acentuada  e deixou seus investidores sem entender como farão para recuperar os valores que aplicaram.

AUTOR: SILVIO PERSIVO –  COLUNA TEIA DIGITAL

  • A opinião dos colunistas colaboradores são de sua inteira responsabilidade e não reflete necessariamente a posição da Folha Rondoniense

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

COMPARTILHE

BAIXE NOSSO APLICATIVO

RESENHA POLITICA

TEIA DIGITAL

DIRETO DE ROLIM

TEMPO REAL

PUBLICIDADE

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .

PARCEIROS

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
pt_BRPortuguese