Esporte

Santos afasta fantasma do Paulista e despacha Mixto na Vila

O Primeiro tempo de Santos e Mixto, pelo jogo de volta da primeira fase na Copa do Brasil, lembrou o aperto sofrido pelo clube paulista na decisão do Campeonato Paulista contra o Ituano. No entanto, o time treinado por Oswaldo de Oliveira se ajustou no retorno dos vestiários e, diante de pouco mais de 2 mil torcedores na Vila Belmiro, venceu o adversário matogrossense por 3 a 0, com gols de Arouca e Gabriel (duas vezes).

Atacante Gabriel fez dois dos três gols santistas
Foto: Ivan Storti / Agência Lance

Apesar de ter o domínio do jogo e necessitar de uma vitória pelo placar mínimo, o Santos demorou para levar perigo à meta do Mixto e se limitou a tocar a bola com pouca objetividade na primeira metade de jogo. Com o passar do tempo, a equipe paulista mostrou impaciência e começou a insistir em cruzamentos apesar da ausência de Leandro Damião ou outro atacante de boa estatura na referência, facilitando a vida da defesa adversária.

publicidade

Gabriel tentou uma jogada diferente ao tentar aplicar um chapéu no zagueiro adversário de primeira, mas acabou esticando demais a jogada, cortada pelo goleiro Igor. O Santos chegou perto de abrir o marcador aos 30min, quando Arouca conseguiu um desarme na meia lua adversária, tabelou com Diego Cardoso e bateu de primeira para boa defesa do arqueiro adversário.

Sete minutos depois, Gabriel aproveitou uma rebatida de escanteio para finalizar firme da entrada da área, dando trabalho novamente a Igor, que voltou a defender um chute do atacante santista aos 44min, na última oportunidade criada na etapa inaugural. Esperando o time da casa retaguarda,  o Mixto se limitou a duas jogadas de bola parada para tentar incomodar o goleiro Aranha, que não sofreu perigo.

Mesmo depois da conversa nos vestiários, os comandados de Oswaldo de Oliveira continuaram com o jogo pouco objetivo, com muita posse de bola, mas sem infiltrações ou finalizações perigosas. O treinador decidiu tirar o jovem Diego Cardoso, apagado em campo, e dar oportunidade ao meia Lucas Lima.

Arouca ditou o ritmo do meio-campo santista e marcou seu terceiro gol na atual temporada
Foto: Ricardo Saibun / Gazeta Press

A mudança surtiu efeito, e o camisa 20 teve participação essencial no primeiro gol santista, aos 14min, quando tocou em profundidade para o lateral direito Cicinho, que cruzou para Arouca marcar seu terceiro gol na atual temporada. Nove minutos depois, Thiago Ribeiro se desequilibrou dentro da área e o árbitrou marcou uma penalidade inexistente, cobrada com perfeição por Gabriel.

Com a vitória e classificação praticamente garantidos, o Santos passou a criar e desperdiçar boas oportunidades de gol em jogadas iniciadas especialmente pelo lado direito, com Cicinho, que foi muito ao ataque. Em uma delas, Gabriel teve a oportunidade de marcar o terceiro após uma bola rebatida pela defesa do Mixto, mas chutou torto, à esquerda de Igor.

Aos 36min, o camisa 7 não deixou passar outra oportunidade de marcar. Depois de um passe de Geuvânio, a maior promessa santista depois de Neymar chutou de pé direito, de primeira, e encobriu o arqueiro adversário para fazer o terceiro gol do jogo.

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

About the author

Gomes Oliveira

Add Comment

Click here to post a comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

COMPARTILHE

BAIXE NOSSO APLICATIVO

RESENHA POLITICA

TEIA DIGITAL

DIRETO DE ROLIM

TEMPO REAL

PUBLICIDADE

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
pt_BRPortuguese