Cultura

Samba de enredo e marchinhas foram o destaque no Baile Municipal

A presidente da tradicional ‘Banda do Vai Quem Quer'(BVQQ), Siça Andrade, fez a entrega da chave da cidade ao Rei Momo

A 3ª edição do Baile Municipal, realizado pela Prefeitura de Porto Velho noite deste sábado (16/2), no Calcadão do Manelão, em frente ao Mercado Cultural, marcou a abertura oficial do Carnaval na Capital com a entrega da chave ao Rei Momo e sua corte. O evento, coordenado pela Fundação Cultural (Funcultural), teve como atração principal o intérprete e compositor da Escola de Samba Estácio de Sá, do Rio de Janeiro,Domiguinhos. O show não teve ônus para o Município.

Além de Dominguinhos, a festa foi animado pelas bandas ‘Conexão Frevo’ e ‘Mistura Brasileira’ – ambas de Porto Velho. Marchinhas e samba de enredo foram o destaque da noite de folia.

Após a Funcutural apresentar ao público o Rei Momo e sua corte, a presidente da tradicional ‘Banda do Vai Quem Quer'(BVQQ), Siça Andrade, em nome da Prefeitura, fez a entrega da chave da cidade ao Rei da Folia.

Siça é filha de Manoel José de Oliveira, o popular ‘Manelão, que dedicou a vida em prol do carnaval de rua na Capital. “Entrego essa chave com muita alegria, e que tenhamos uma festa momesca cheio de paz”, disse a presidente da BVQQ durante a cerimônia.

Corte

A Corte do Rei Momo é formada por Thiago Gonçalves de Morais (Rei Momo), Cleude de Oliveira da Silva Santos (Rainha), Gleiciane Silva de Figueiredo (Princesa), Danilo de Oliveira Santos (Pierrot) e Tríssia Caroline S. Pereira (Colombina).Homenagens

Homenagem

Na ocasião, a Prefeitura de Porto Velho homenageou com uma placa a professora e carnavalesca Marise Castiel, que no ano passado (2018) completou seu centenário de nascimento. Ela foi fundadora da Escola Normal do Guaporé ( atual Instituto Carmela Dutra) e uma das grandes incentivaoras do Carnaval de rua da Capital – contribuindo ativamente na criação da Escola de Samba Pobres do Caiari.

Emocionada, Sandra Castiel, filha da carnavalesca, afirmou que a mãe se sentiria honrada com tamanha homenagem. “A cultura carnavalesca tinha uma grande importância para minha mãe, que defendia de forma veemente esse festejo popular”, frisou.

De acordo com o presidente da Funcultural, Ocampo Fernandes, o baile resgata diversos ritmos tradicionais como, por exemplo, as famosas marchinhas carnavalescas. “Estamos trabalhando para dar mais divulgação e visibilidade a cultura carnavalesca de nossa cidade”, reiterou Ocampo.

FONTE: ASSESSORIA

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

About the author

Marcio Martins martins

Add Comment

Click here to post a comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

COMPARTILHE

BAIXE NOSSO APLICATIVO

RESENHA POLITICA

TEIA DIGITAL

DIRETO DE ROLIM

TEMPO REAL

PUBLICIDADE

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .

PARCEIROS

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
pt_BRPortuguese