Interior

Primeiras famílias cadastradas no programa “Crescendo Bem” em Ji-Paraná recebem benefício referente ao mês de maio

O benefício foi transferido simbolicamente para as primeiras famílias do “Crescendo “Bem” em Ji-Paraná que já faziam parte do Criança Feliz

Cinco mães, representando as 36 famílias beneficiárias do Programa Estadual “Crescendo Bem”, vinculado à Secretaria da Assistência e do Desenvolvimento Social – Seas em Ji-Paraná, receberam simbolicamente na quinta-feira (26), durante a Rondônia Rural Show a transferência do benefício referente ao mês de maio.

Essas famílias são as primeiras cadastradas no programa estadual, porém já estavam sob atendimento pelo programa Criança Feliz Federal, iniciado pelo município de Ji-Paraná no ano de 2021. Receberam os R$ 100 (cem reais) simbolicamente, Ivone Brás da Silva, Kleissen Kelen, Roselinda Ferreira, Lorrayne Francisco e Jéssica Cristina Góis. O ato contou com a presença da secretária da Seas e primeira-dama do Estado, Luana Rocha, do diretor da Proteção Social Especial da Secretaria Municipal de Assistência Social e Família de Ji-Paraná Gilson Soares e da juíza da Infância e Juventude Ana Valéria Ziparro.

A estimativa de recursos aplicados pelo Estado é de R$ 1.896.000 por ano

Em todo o Estado, atualmente são 1.797 famílias que recebem mensalmente R$ 100 por serem inseridas nas ações do programa federal Criança Feliz. Com foco nas famílias que têm criança de 0 a 3 anos ou de 0 a 6 anos (com deficiência), atendidas pelo programa federal “Criança Feliz”, o “Crescendo Bem” foi lançado em 2019 como “Criança Feliz+”, com base na Lei nº 4.700, de 12 de dezembro de 2019 e regulamentado pelo Decreto n° 24.641, de 30 de dezembro do mesmo ano, com a proposta de transferir R$ 100 (cem reais) mensalmente para serem investidos nos cuidados com a criança incluindo uma alimentação mais saudável e nutritiva.

Em 2021, com a aprovação da Lei nº 5.158, de 25 de novembro de 2021, o programa ganhou a nomenclatura de “Crescendo Bem”, incluindo gestantes no rol de beneficiárias e ampliando o teto da renda per capta da família de R$ 179 mensais para meio salário mínimo. De junho de 2020 a março de 2022 foram atendidas pelo menos 1.640 famílias em todo o Estado de Rondônia. A estimativa de recursos é de R$ 1.896.000 (um milhão, oitocentos e noventa e seis mil) anuais.

Tanto o programa federal quanto o estadual, executado pela Seas, atuam no desenvolvimento infantil visando à redução da desigualdade social e dar mais oportunidades para o futuro, levando em conta que com o estímulo correto, elas possam ser capazes de vencer a pobreza. 

FONTE: SECOM/RO

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

COMPARTILHE

BAIXE NOSSO APLICATIVO

RESENHA POLITICA

TEIA DIGITAL

DIRETO DE ROLIM

TEMPO REAL

PUBLICIDADE

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
pt_BRPortuguese