Interessante

PGR promete avançar com apurações contra autoridades ao receber relatório da CPI

Procurador-geral da República recebeu senadores da cúpula da CPI em seu gabinete nesta quarta

Membros da cúpula da CPI da Pandemia entregaram a Augusto Aras, procurador-geral da República, o relatório final da comissão, aprovado na terça-feira (26), com a recomendação de indiciamento de 78 pessoas e 2 empresas após mais de 6 meses de investigações no Senado.

Leia a íntegra do relatório e veja como foi a votação do texto final.

A entrega foi destacada uma publicação nas redes sociais do Ministério Público Federal.

“Esta CPI já produziu resultados. Temos denúncias, ações penais, autoridades afastadas e muitas investigações em andamento e agora, com essas novas informações poderemos avançar na apuração em relação a autoridades com prerrogativa do foro nos tribunais superiores”, disse Aras, segundo registrou a publicação.

Após entregar o relatório ao PGR, a cúpula da CPI se dirigiu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para um encontro com o ministro Alexandre de Moraes, relator do inquérito das fake news na Corte.

O relatório final cita mais de 80 vezes o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), atribui a ele o cometimento de 10 crimes e pede que Bolsonaro seja afastado de todas as redes sociais para a “proteção da população brasileira”.

Senadores se encontram com ministro Alexandre de Moraes

No caso de Bolsonaro, que possui foro privilegiado, cabe à PGR analisar e realizar – ou não – o indiciamento. A PGR também irá avaliar preliminarmente o caso de ministros e parlamentares citados no relatório.

Entre as sugestões de indiciamento, estão os ministros Marcelo Queiroga, da Saúde, Onyx Lorenzoni, do Trabalho, Walter Braga Netto, da Defesa e Wagner Rosário, da Controladoria-Geral da União (CGU).

Segundo Basília Rodrigues, analista de política da CNN, integrantes da equipe de Aras afirmaram que darão andamento “metódico” ao conteúdo do relatório.

Na avaliação de procuradores da cúpula da PGR, já havia muita coisa em apuração desde antes da CPI, e à procuradoria caberá apenas juntar as peças que a comissão trouxe ao “mosaico”.

FONTE: CNN BRASIL

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

COMPARTILHE

BAIXE NOSSO APLICATIVO

RESENHA POLITICA

TEIA DIGITAL

DIRETO DE ROLIM

TEMPO REAL

PUBLICIDADE

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .

PARCEIROS

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
pt_BRPortuguese