Policial

Governador pede investigação de suspeita de nepotismo do chefe de comunicação, Osmar Silva

Chefe do Departamento de Comunicação do governo de Rondônia, Osmar Silva, será investigado pela procuradoria geral do estado. Se comprovado nepotismo e favorecimento pessoal do cargo, Silva poderá ser exonerado

O governador de Rondônia, Confúcio Moura (PMDB), confirmou para reportagem daAGÊNCIA VANGUARDA DE NOTICIAS, que já pediu investigação da suspeita de nepotismo e favorecimento pessoal no Departamento de Comunicação Estadual – DECOM.

Reportagem da AGÊNCIA VANGUARDA, revelou que o jornalista e escritor Osmar Silva, chefe do Decom, mantém ao menos três familiares e pessoas próximas em funções públicas em diferentes repartições públicas.

Entre os preferidos dele para assumir cargos estão a esposa, o irmão e mais um parente da esposa.

Joyce Souza de Vasconcelos, esposa de Osmar, foi nomeada para cargo de direção superior (simbolo: CDS 06), ganhando pouco mais de R$ 2 mil. Joyce que trabalha bem próximo do governador, assumiu o cargo de diretora de cerimonial e relações públicas na Casa Civil, desde outubro do ano passado.

Osman Ferreira Silva, irmão do chefe do DECOM, é assessor especial da Superintendência Estadual de Turismo (SETUR). A nomeação ocorreu em novembro do ano passado.

Outro parente próximo da esposa é Jasmo Pereira Salvino (CDS 17), lotado como assessor de comunicação das secretarias regionais, da diretoria de comunicação social da Casa Civil.

Todos os familiares tomaram posse cerca de quatro meses após Osmar assumir a chefia da comunicação do governador.

LEIA TAMBÉM 

http://avanguarda.com/chefe-da-comunicacao-de-confucio-moura-mantem-familiares-governo-de-rondonia/

http://avanguarda.com/opiniao-osmar-silva-o-atraso-na-comunicacao-governador-confucio-moura-2/

Provocado pela reportagem, Confúcio Moura declarou ser contra e disse combater o nepotismo em seu governo.

A Procuradoria Geral do Estado e outros órgãos de controle interno e externo deverão investigar a conduta de Osmar Silva.

Se comprovadas as denúncias, Osmar poderá perder o cargo e ser responsabilizado judicialmente pelo uso da função em proveito próprio.

Confúcio disse que enviou a denúncia a “procuradoria do estado e outros órgãos responsáveis pela efetiva fiscalização e combate ao nepotismo para ser apurado”, afirmou no e-mail à redação.

Osmar Silva vem evitando a imprensa, preferiu fazer ameaças e intimidações a jornalistas que responder as acusações:

Osmar: Você está a serviço de quem?

AVanguarda: A serviço do jornalismo.

Osmar: Não sei quem lhe paga, mas com certeza você não me dirá a serviço de quem você trabalha!

AVanguarda: O senhor viu os emails que lhe enviamos, pedindo informações sobre seus familiares ocupando funções públicas no governo? Lhe encaminhamos na sexta-feira.

Osmar: Não não vi. Não lhe conheço e você me nomeou seu inimigo não sei por quais motivos.

AVanguarda: O senhor usou sua função pública para favorecer seus familiares com cargos no governo?

Osmar: Só converso com você por meio dos meus advogados.

AVanguarda: A sua esposa continua lotada na Casa Civil, o senhor pedirá a exoneração dela?

Osmar: Só converso com você por meio dos meus advogados.

O jornalista Osmar Silva interrompeu os diálogos e os questionamentos sobre sua conduta feitos pela reportagem, desligando o telefone, no último contato feito pelaAVANGUARDA.

O Ministério Público Estadual também já recebeu informações sobre o suposto beneficiamento da função pública.

Fonte. A vanguarda.com

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

COMPARTILHE

BAIXE NOSSO APLICATIVO

RESENHA POLITICA

TEIA DIGITAL

DIRETO DE ROLIM

TEMPO REAL

PUBLICIDADE

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
pt_BRPortuguese