Cultura

Festival Assim vivemos celebra o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência com a exibição de dez produções de Filmes

GRATUITA, A MOSTRA SEGUE ATÉ 20 DE DEZEMBRO COM FILMES E DEBATES. O ARTISTA MARCOS ABRANCHES ESTARÁ PRESENTE NAS SESSÕES PRESENCIAIS

“O artista e a força do pensamento”, documentário brasileiro sobre o bailarino e coreógrafo Marcos Abranches está entre os destaques da programação da edição 2021 do Assim Vivemos – Festival Internacional de Filmes sobre Deficiência, que acontece no Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo e também de forma online, pelo site do evento:

https://assimvivemos.com.br/assimvivemos/

Com direção e roteiro de Elder Fraga, o documentário conta a história do bailarino e coreógrafo brasileiro Marcos Abranches e traz na bagagem o prêmio de Melhor Filme Nacional da última edição do Santos Film Fest – Festival Internacional de Cinema de Santos. Dentro da programação, as próximas exibições serão na segunda, 06/12 e no sábado, 11/12, sempre às 18h e com a presença do protagonista e do diretor. Para conferir um trecho do filme: https://www.youtube.com/watch?v=xxDaHWihetg

“O Assim Vivemos está sendo uma experiência única, estou muito feliz em participar e passar por praças tão importante do Brasil como Rio de Janeiro, Brasília e São Paulo dentro do CCBB, sem contar que o formato híbrido permite que mais pessoas possam se encantar, conhecer histórias diversas e memoráveis. Vida longa ao festival”, comemora Elder Fraga, diretor de “O artista e a força do pensamento”.

Gratuito, o mais importante e longevo evento de cinema sobre o tema vai exibir 29 curtas, médias e longas-metragens inéditos de 14 países, entre eles Rússia, Itália e Espanha, e quatro debates online. Híbrido, com sessões virtuais e presenciais, as produções contam com personagens ricos e diversos. Entre as histórias estão as de pessoas que buscam a realização de seus sonhos; que exigem serem ouvidas pela comunidade; que se expressam através da arte ou compartilham trajetórias de luta por seus direitos. O festival segue até 20 de dezembro, com realização do Centro Cultura do Banco do Brasil, e patrocínio do Banco do Brasil através da Lei de Incentivo à Cultura, com produção da Cinema Falado Produções. Para conhecer trechos de todos os filmes da programação híbrida, acesse:

https://vimeo.com/604862363/fb9e042854

SESSÕES PRESENCIAIS E VIRTUAIS 

A público poderá participar do Assim Vivemos de duas formas: na sala de cinema do CCBB SP ou acessando virtualmente parte da programação. O Centro Cultural está preparado para receber a todos com segurança. Os ingressos devem ser retirados na bilheteria no mesmo dia de exibição.

Entre 1 a 13 de dezembro o CCBB recebe as sessões presenciais. Já as sessões online serão disponibilizadas aos poucos e ficarão acessíveis até 20 de dezembro. A cada semana estarão no site do festival filmes relacionados aos debates semanais e na última semana, uma sessão extra. O filme brasileiro O Artista e a Força do Pensamento, de Elder Fraga, já está disponível para quem quiser assisti-lo no site em https://assimvivemos.com.br/assimvivemos/assistir/ Dia 6, a partir das 10h, é vez do também brasileiro Não me esqueci de você, de Rene Lopez.

Sobre “O Artista e a Força do Pensamento”

Marcos Abranches é coreógrafo e dançarino portador de “Coreoatetose”, diferença físicas rara decorrente de uma lesão cerebral. Não é uma doença e sim um estado patológico que se manifesta a partir de movimentos involuntários, intermitentes e irregulares da face e dos membros. É importante saber que o profissional possui inteligência normal e, utiliza da própria deficiência como referência de estudo para a construção de sua linguagem artística corporal, sendo o único coreógrafo brasileiro com paralisia cerebral a propor um estudo sobre dança contemporânea.

 

Todos os filmes da programação 2021

 “A primeira lei”, de Camila Fardella – Argentina;

Volta”, de Johanis Lyons-Reid, Lorcan Hopper – Austrália;

“O artista e a força do pensamento”, de Elder Fraga – Brasil;

“Não me esqueci de você”, de Rene Lopez – Brasil;

“Fale conosco”, de Fabio Costa Prado – Brasil;

“Seremos ouvidas”, de Larissa Nepomuceno – Brasil;

“Silenciadas: em busca de uma voz”, de Flávia Pieretti Cardoso – Brasil

“Uma parte de mim”, de Sara Paoliello – Brasil;

“Movimento”, de Luis dos Santos Miguel – Brasil;

“Mulheres surdas me contaram”, de Marie-Andree Boivin – Canadá;

“13 Kilômetros”, de Vladimir Tyulkin. Cazaquistão;

Quatro sentidos”, de Gabriel Zumbado – Costa Rica;

“Sete Léguas – Siete Leguas”, de Jon Ander Santamaría, Marcia Castillo – Espanha;

E elas eram colegas de quarto”, de Kylie Walter – EUA;

“Prezado Doutor”, de Michael Hook, Shannon Daughtry, Julie Willson – EUA;

“Juntos”, de Ana Baer – EUA;

“As belas cores de Jeremy Sicile-Kira”, de Aaron Lemle – EUA;

“Sempre positive”, de David Ulich, Steven Ungerleider – EUA;

“O aniversário de Estela”, de Ander Duque – Espanha;

O tabuleiro de Dania”, de Oscar Wagenmans – Holanda;

“Arghavan”, de Mohammad Sahraei – Irã;

“Nino”, de Eitan Herman – Israel;

“Com S maiúsculo”, de Inmediazione – Itália;

“Minha amiga do sanatório”, de Zlata Onufrieva – Reino Unido;

“B-1”, de Pavel Petrukhin – Rússia;

“Imbatível Bunina”, de Alexander Zinenko – Rússia;

“Incapazes?”, de Georgy Porotov, Maxim Yakubson – Rússia;

“Deus ama Porkhov”, de Marina Zabelina – Rússia;

“Eu sou Irina”, de Tatyana Rotar – Rússia;

 

Para conferir a programação completa do Assim Vivemos, acesse: www.assimvivemos.com.br

Para download de fotos dos filmes, acesseFotos dos filmes AV

Para trailer ou cenas dos filmes do Assim Vivemos Online, acesseTrailers e cenas

 

Para seguir nas redes: Facebook: Festival Assim Vivemos e Instagram: @festivalassimvivemos

Sobre o Festival Assim Vivemos

Realizado desde 2003, o Assim Vivemos – Festival Internacional de Filmes sobre Deficiência, conta com o patrocínio do Centro Cultural Banco do Brasil. Evento bienal, promove a reflexão sobre temas como preconceito, invisibilidade social, mobilidade, afeto, superação, autonomia, inclusão e acessibilidade, trazendo para o Brasil o melhor da produção audiovisual mundial sobre o assunto. Entre suas produções estão curtas, médias e longas metragens de diferentes nacionalidades que formam um mosaico diverso, abrangente e rico sobre as questões que envolvem as pessoas deficientes e consequentemente toda a sociedade. Em todas as sessões são disponibilizados recursos de acessibilidade como a audiodescrição e legendas LSE (para surdos e ensurdecidos) e interpretação de LIBRAS. O Assim Vivemos já se consolidou como um importante espaço de reflexão, já que também promove debates e oficinas sobre temas levantados pelos filmes, onde pessoas com deficiência e profissionais de referência com e sem deficiência se encontram. Com curadoria delicada e cuidadosa, que busca dar o espaço de fala e o protagonismo para as pessoas com deficiência contarem suas histórias, o Festival Assim Vivemos se revela uma experiência que encanta e transforma todos os públicos.

Serviço

Assim Vivemos – 10º Festival Internacional de Filmes sobre Deficiência

Local: Centro Cultural Banco do Brasil – Cinema

Datas: De 01 a 20 de dezembro de 2021

Ingressos: bilheteria do CCBB

Classificação indicativa: livre

Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo

Rua Álvares Penteado, 112 – Centro Histórico, Triângulo SP, São Paulo–SP

Aberto todos os dias, das 9h às 19h, exceto às terças

Acesso ao calçadão pela estação São Bento do Metrô

Informações: (11) 4297-0600

Estacionamento conveniado: Rua da Consolação, 228 (R$ 14 por seis horas, necessário validar ticket na bilheteria). Uma van faz o traslado gratuito entre o estacionamento e o CCBB. No trajeto de volta, tem parada no Metrô República.

FONTE: ASSESSORIA AGÊNCIA FEBRE

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

COMPARTILHE

BAIXE NOSSO APLICATIVO

RESENHA POLITICA

TEIA DIGITAL

DIRETO DE ROLIM

TEMPO REAL

PUBLICIDADE

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
pt_BRPortuguese