Mundo

Tóquio tem recorde de casos de covid pelo segundo dia consecutivo

Capital japonesa supera 3 mil infecções em 24 horas pela primeira vez. Especialistas atribuem alta à variante delta, e não acreditam em ligação com os Jogos Olímpicos.

A cidade de Tóquio registrou nesta quarta-feira (28/07) o recorde de casos de covid-19 pelo segundo dia consecutivo, em meio à realização dos Jogos Olímpicos.

Em 24 horas, foram contabilizados 3.177 casos de coronavírus, superando os 2.848 registrados na terça-feira. Foi a primeira vez que a cidade ultrapassou as 3 mil infecções diárias. No total, a capital japonesa contabiliza 206.745 casos desde o começo da pandemia.

Especialistas dizem que a onda de infecções em Tóquio está sendo impulsionada pela variante delta, mais contagiosa, e que não há evidências de que a doença esteja sendo transmitida dos participantes dos Jogos Olímpicos para o público em geral.

As infecções estão em alta não apenas na capital, mas também em cidades vizinhas. Nesta quarta-feira, Kanagawa reportou 1.051 casos em 24 horas, superando a marca de mil pela primeira vez, e Saitama e Chiba também registraram aumentos.

As três cidades recebem competições dos Jogos Olímpicos e cogitam pedir ao governo japonês para serem incluídas no estado de emergência vigente até o dia 22 de agosto em Tóquio.

Os Jogos Olímpicos ocorrem sob fortes críticas da população, que na grande maioria era contra a realização do evento em meio à pandemia.

Desde 1º de julho, foram confirmados 174 casos de covid-19 em pessoas ligadas aos Jogos Olímpicos – 17 delas são atletas.

Queda de casos entre os idosos

Os contágios entre as pessoas com mais de 65 anos, faixa etária que foi priorizada na vacinação, diminuíram drasticamente, mas os casos graves ou moderados entre jovens ainda não vacinados têm aumentado, segundo informou a governadora de Tóquio, Yuriko Koike, em entrevista à emissora pública NHK.

Koike apelou aos jovens para que se imunizem e cumpram as medidas de segurança sanitária, como o distanciamento social e o uso de máscaras.

No decorrer da pandemia, o Japão, com cerca de 126 milhões de habitantes, manteve seus casos e mortes em nível baixo em comparação com muitas outras nações. No entanto, o atraso na campanha de vacinação, que teve início apenas em fevereiro, e o ritmo lento de imunização preocupam, e teme-se que os hospitais possam ficar sobrecarregados.

Vacinação no Japão

Até esta quarta-feira, apenas 26,3% da população japonesa estava totalmente vacinada. Entre os idosos, esse percentual é de 70%, o equivalente a cerca de 24,8 milhões de pessoas.

Alguns jovens já conseguiram se vacinar em universidades ou no trabalho, mas grande parte ainda aguarda ser chamada pelo critério de idade.

No entanto, há preocupação com uma parcela dos jovens que hesita em se imunizar, com pesquisas mostrando que muitos têm dúvidas, em parte devido a falsos rumores sobre efeitos colaterais.

A incidência de casos de covid-19 no Japão é de cerca de 4 infecções a cada 100 mil habitantes em sete dias, índice bem abaixo de países como Estados Unidos (18,5), Alemanha (15) e Reino Unido (48).

Tóquio vive desde 12 de julho seu quarto estado de emergência, com estabelecimentos funcionando em horário reduzido e restringindo a venda de bebidas alcóolicas. A população é aconselhada a sair de casa apenas para tarefas essenciais, mas cada vez mais pessoas descumprem a orientação.

FONTE: DEUTCHE WELLE COM INFORMAÇÕES EFE, LUSA E AFP

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

About the author

Marcio Martins martins

Add Comment

Click here to post a comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com