Interessante

CPI deve ser prorrogada por duas semanas para novos depoimentos

Cúpula deve definir novas convocações em reunião na noite desta segunda (20), entre elas do ministro Marcelo Queiroga

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 deve ter o encerramento adiado em relação às previsões anteriores. O senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da comissão, confirmou ao R7 que apresentará seu relatório apenas após o último depoimento ser prestado à comissão, o que deve ocorrer nas próximas duas semanas, segundo o relator.

Renan previa entregar o documento no fim desta semana – a equipe do senador trabalhava, desde a semana passada, com o prazo para entrega ainda em setembro. A CPI tem prazo de funcionamente até 5 de novembro, mas a previsão é que os trabalhos sejam encerrados antes do prazo limite.

Após a operação da Polícia Federal (PF), realizada a pedido da CPI nos escritórios da empresa Precisa Medicamentos na sexta-feira (17), a pressão para que os trabalhos sejam mantidos por mais algumas semanas se intensificou. A questão estava dividindo o grupo majoritário.

O presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM), afirmou que há consenso entre o grupo para que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, deponha uma terceira vez à CPI. Os senadores devem se reunir na noite desta segunda (20) para definir novos depoimentos, entre eles do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Os senadores Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da CPI, têm defendido que os trabalhos não podem ser encerrados no momento. Randolfe afirmou na última semana que as atividades da comissão precisam ir até o fim do mês. Vieira, por sua vez, destacou que não dá datas e que os trabalhos precisam ser desempenhados até encerrar as apurações, sem deixar nada para trás.

FONTE: R7.COM

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com