Brasil Produtivo

Fardos de celulose exigem aço de qualidade para garantir segurança no transporte

O Brasil é um dos maiores produtores de polpa de celulose do mundo. No total, mais de 7 milhões de hectares são plantados para obtenção de 19 milhões de toneladas/ano. Desse total, cerca de 70% são exportados para dezenas de países, segundo a Industria Brasileira de Árvores (IBÁ). “A celulose é a base de uma indústria pujante e diversificada, além de presente no nosso dia a dia na forma de papel, fraldas descartáveis, tecidos, papel higiênico, adesivos, biocombustíveis, materiais de construção e até estabilizantes de alimentos industrializados”. Com toda essa demanda, a segurança e a qualidade do tratamento do material, principalmente na parte final do processo, são de extrema importância”, destaca Adilson Soares, Gerente de Negócios da Belgo Bekaert, marca referência em arames no mercado.

Para chegar a centenas de produtos finais, a celulose passa por diversas etapas, começando pelo corte, passando pelo cozimento da madeira até que vire poupa. Na sequência, há os processos de lavagem, prensagem, secagem e embalagem. No passo seguinte, as folhas são reduzidas em pedaços menores e distribuídas em fardos. “Esses fardos menores com aproximadamente 250kgs serão unitizados em um único fardo de cerca de 2000kgs.  Por isso, para que o material seja corretamente preparado e enviado ao cliente final, as empresas de celulose precisam ter à disposição o melhor material para amarração disponível – especialmente para grandes volumes”, completa Adilson Soares.

Os arames mais indicados para a amarração de fardos de celulose são os fabricados com aço de alta qualidade. Adilson explica que por terem vida “curta”, já que são cortados assim que são entregues, os arames não precisam de ligas mais fortes, uma galvanização média, mas é imprescindível que sejam feitos com aço que aguente o peso dos fardos. “O arame não contamina nem prejudica o produto, ao contrário do plástico. Alta resistência é necessária para atender às exigências do mercado e suportar bem durante todo o processo de manuseio”, reforça o Gerente deste Segmento da Belgo Bekaert.

“Nossos arames para enfardar celulose garantem a proteção dos fardos, não contaminam os produtos, além de serem extremamente resistentes e maleáveis”, reforça o especialista. “Usar um arame de qualidade é essencial, pois o risco dele se romper durante o manuseio, frete e principalmente durante o içamento é grande, o que pode causar sérios acidentes”.

Outro ponto importante envolve as bobinas de arames. “A Belgo oferece bobina de 1.600km, que ajuda a economizar espaço e garante maior produtividade do cliente”, informa Adilson.

Sobre a Belgo Bekaert

A Belgo Bekaert é líder brasileira na transformação de arames de aço desde sua criação, fruto da parceria estratégica no Brasil entre a ArcelorMittal e a Bekaert. A empresa atua nos segmentos de Agronegócios, Cercamentos, Construção Civil, Automotivo, Solda, Aplicações Especiais e Indústria Petrolífera, oferecendo um mix de produtos e serviços que atendem com tecnologia de ponta, confiabilidade e qualidade aos mais diversos perfis de clientes.

FONTE: ASSESSORIA TEXTO COMUNICAÇÃO

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com