Últimas

Saiba como avaliar a saúde financeira da sua empresa

Conheça alguns fatores que devem ser observados na hora avaliar a saúde financeira do seu negócio.

Para gerir a sua empresa de forma eficaz é necessário analisar determinados indicadores, que lhe darão visibilidade sobre o estado e sua saúde financeira.

 

Diversos indicadores financeiros podem ajudá-lo a entender a situação de seu negócio. Eles permitirão que você identifique antecipadamente, por exemplo, a necessidade de captação de empréstimos ou pequenos pontos de melhoria.

 

Confira mais a seguir!

1. Crescimento no volume de negócios

O crescimento da receita de uma empresa é um dos parâmetros mais óbvios disponíveis para um analista financeiro.

 

Esse indicador permite medir a evolução de sua atividade em volume, para saber se ela conquistou novos mercados ou atingiu as metas de vendas, por exemplo. No entanto, este indicador por si só não é suficiente para avaliar sua saúde financeira.

 

Isso porque o aumento dos lucros pode vir com um número considerável de gastos, o que ocasiona mais endividamento. Assim, outros fatores terão que ser levados em consideração para determinar se a alta nas vendas é parte da boa gestão.

 

Ou seja, para avaliação da saúde financeira de sua empresa esse indicativo deve ser avaliado juntamente com o item seguinte.

2. Medir a evolução do resultado

Um lucro crescente e significativo mostra que a empresa está ganhando dinheiro e que o seu gerenciamento é saudável.

 

Assim é possível demonstrar que o aumento no volume de negócios está acompanhado por uma capacidade de gerar liquidez adicional ou, até mesmo, que a empresa teve bons resultados nos esforços para reduzir despesas.

 

Este critério é mais relevante do que o crescimento da receita, uma vez que resume todos os itens da demonstração de resultados. Porém, esse índice deve ser complementado por uma análise da lucratividade, para identificar se as vendas são suficientes.

 

Essa receita deve ser capaz de pagar as despesas e ainda gerar lucro. Somente assim é possível atestar a saúde financeira da empresa.

 

Esta é a fórmula utilizada para o cálculo de lucratividade: Lucratividade = (lucro líquido/receita bruta) x 100

 

Dessa forma, você saberá quanto da sua receita bruta será convertida em lucro. Ou seja, quanto maior o percentual, melhor.

3. Rentabilidade é um fator importante na saúde financeira da empresa

Lucratividade e rentabilidade possuem uma relação íntima. Ambas são calculadas com base no lucro líquido. No entanto, a rentabilidade demonstra a relação entre lucro e investimento. Ou seja, demonstra o retorno que o empresário conseguiu para cada real investido.

 

Esse índice, deve ser comparado com o de empresas do mesmo setor de atividade. Se o seu índice for menor, pode ser um sinal de que existem pontos a serem melhorados, mesmo que a empresa esteja gerando ganhos.

 

Você também pode comparar esses índices com opções de investimentos disponíveis no mercado. Se o retorno da empresa for inferior, então pode ser que seu negócio não seja tão rentável assim, ou que a saúde financeira não esteja muito boa.

 

O cálculo de rentabilidade é realizado desta maneira: Rentabilidade = (lucro líquido/investimento) x 100

4. Índice de solvência

Esse fator permite determinar a capacidade de uma empresa pagar suas dívidas. Quanto mais alto for, melhor será a saúde financeira da empresa.

 

Uma empresa considerada “solvente”, é aquela que possui capacidade de cumprir com todas as suas dívidas e ainda permanecer com reserva de patrimônio.

Por isso, uma relação maior que 1 é o resultado ideal, visto que 1 indica que o lucro da empresa é igual ao valor de contas que ela possui para pagar.

 

O cálculo de solvência é realizado desta maneira: Solvência = (lucro líquido do período + depreciação do período) / Passivos

 

Você deve adicionar a depreciação do período ao valor do lucro porque ela não representa, de fato, uma saída de recursos. Mas sim, uma reserva para aquisição futura dos bens que estão sendo desgastados pelo tempo e uso.

 

Os passivos representam todas as obrigações da empresa, de curto e longo prazo.

5. A relação entre despesas financeiras e faturamento

Esse procedimento permite considerar o peso do financiamento da dívida, em relação ao volume de negócios realizados.

 

Uma alta proporção significará que o endividamento afeta demais a atividade empresarial e que será difícil conseguir financiamentos com taxas atrativas.

 

O cálculo de solvência é realizado desta maneira: Despesas financeiras / faturamento x 100

6. Nível de endividamento

Compreender o impacto da dívida da sua empresa em relação aos ganhos é outra métrica vital que você deve conhecer.

 

Nesse caso, uma baixa proporção é mais favorável que uma alta. Para o cálculo deste item, você deve considerar a dívida total financiada, que equivale ao total das obrigações com fornecedores, bancos, salários a pagar etc. e o EBITDA.

 

EBITDA significa lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização e pode ser rapidamente calculado, a partir de sua demonstração do resultado.

 

O cálculo desse índice é realizado desta maneira: Nível de endividamento = (Dívida líquida / EBITDA).

 

A dívida líquida de uma empresa é a dívida bruta (total do passivo), menos as disponibilidades e aplicações (caixa e equivalentes de caixa).

Antecipe-se aos problemas

Esses foram alguns fatores que podem ser utilizados para avaliar a saúde financeira da empresa.

 

Existem diversos outros, tais como a análise do fluxo de caixa, capital de giro etc.. Você deve aplicar aqueles que mais fazem sentido para o seu negócio.

 

O importante é que você avalie constantemente a saúde financeira da sua empresa, para que não seja pego de surpresa. Se você identificar uma insuficiência de caixa futura, por exemplo, poderá se planejar para procurar opções de crédito mais baratas para reduzir o impacto.

 

Caso você identifique a necessidade de contratar um empréstimo para empresa, busque no mercado instituições financeiras de confiança e que trabalham com transparência com o consumidor. Como um excelente exemplo, a fintech CashMe é especialista em empréstimo home equity.

 

Ainda que pouco conhecido no Brasil, o empréstimo com garantia de imóvel é uma modalidade bastante vantajosa, pois suas taxas de juros são mais baixas do que qualquer outro tipo de empréstimo.

 

Sua contratação é feita via internet e sua burocracia é bem menor do que a que estamos acostumados. Basta que você faça uma simulação de empréstimo e solicite por um empréstimo online urgente.

 

A CashMe também oferece serviços de crédito para construtoras, caso sua empresa seja do ramo civil e precise investir na contratação de pessoal, materiais e equipamentos ou até mesmo na elaboração de projetos estruturais por um especialista da área.

 

Para mais, caso tenha interesse em conhecer outros assuntos relacionados, em seu blog você encontra textos ricos e super explicativos sobre o calendário restituição imposto de renda 2021, ENEL 2 via e muitos outros!

Gostou dessas dicas? Nos conte nos comentários.

 

FONTE:  ASSESSORIA CASH ME

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com