Últimas

Justiça bloqueia quase R$ 2,5 bi de suspeitos de tráfico de influência no Sistema S

Advogados agiam ilegalmente para favorecer ex-presidente de Sesc, Senac e Fecomércio-RJ, acusa MPF

Investigações indicam que escritórios de advocacia recebiam valores milionários da Fecomércio-RJ por meio de contratos simulados e notas fiscais falsas. Para o MPF, o objetivo dos advogados era atuar nos bastidores obtendo julgamentos favoráveis a Orlando Diniz – que presidiu Fecomércio, Sesc e Senac – em órgãos de fiscalização e no Judiciário.

FONTE: CBN

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com