Teia Digital

TAXA SELIC PODE CHEGAR À NOVA MÍNIMA HISTÓRICA ESTE ANO – por Silvio Persivo

Anúncios

E olha que ele é o filósofo! “O vinho molha e tempera os espíritos e acalma as preocupações da mente, ele reaviva nossas alegrias e é o óleo para a chama da vida que se apaga. Se você bebe moderadamente em pequenos goles de cada vez, o vinho gotejará em seus pulmões como o mais doce orvalho da manhã. Assim, então, o vinho não viola a razão, mas sim nos convida gentilmente a uma agradável alegria.” (Sócrates).

I SIMPÓSIO DE CULTURA E IDENTIDADE SURDA

O Departamento de Língua Brasileira de Sinais (DLibras) da Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR), o Mestrado em Letras, o Grupo Pesquisador em Educação Intercultural (GPEI) e o Grupo de Pesquisa Filologia e Modernidades realizam o I SIMPÓSIO DE CULTURA E IDENTIDADE SURDA, sob a coordenação do professor doutor João Carlos Gomes, do DLibras. O I Simpósio de Cultura e Identidade Surda oferecerá um banquete de diálogos interculturais de defesa pública de dissertações do mestrado em Letras e uma roda de conversas, voltados para reflexões acadêmicas, relacionados à língua de sinais brasileira no contexto dos estudos surdos, no bioma amazônico, no Estado de Rondônia.A programação contará com a presença da primeira surda a obter título de doutora em Educação no Brasil, Gládis Perlin. Ela é mestre em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1998), doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2003) e pós-doutorada em Educação (2014) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atualmente é professora da Universidade Federal de Santa Catarina. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação de Surdos, atuando principalmente seguintes temas: Surdez e diferença, Cultura, Educação e Identidade. As atividades acontecerão no Campus de Porto Velho nos dias 6, 7 e 17 de novembro e as inscrições deverão ser feitas nos locais das atividades do evento.

INFOPARTY MOBILIZA PARA AÇÃO SOLIDÁRIA 

O grande evento tecnológico da capital de Rondônia, nos dias 17, 18 e 19 deste mês, a Infoparty, uma iniciativa do governo de Rondônia através da Superintendência Estadual de Assuntos Estratégicos (Seae) está mobilizando os participantes para ação solidária em benefícios dos necessitados  que mais precisam através da doação de alimentos e de produtos de higiene pessoal. Segundo a superintendente da Seae, Rosana Cristina Vieira de Souza, a doação não é obrigatória, mas, é importante que os participantes sejam sensibilizados a ajudar a causa. Todo o material arrecadado será doado para a Casa do Ancião, Casa de Apoio de Assistência à Saúde, Lar do Bebê e Casa Cosme Damião. A coleta será recebida no dia 16, das 8h às 18h, durante o credenciamento antecipado no local do evento que será nas tendas climatizadas no estacionamento do Palácio Rio Madeira.

VANDALIZAÇÃO DE IMÓVEIS VAZIOS

Um sinal de tempos difíceis, em termos de segurança, não é somente o fato de que recrudesceram os roubos e furtos (Porto Velho aparece em 2º lugar entre as capitais com maior números de veículos furtados e/ou roubados, mas, também a vandalização dos prédios vazios. No centro da cidade já havia sido completamente destroçado um ponto do lado da entrada da antiga Academia Win, do lado direito do prédio da Unir Centro, agora, o que se observa é que o antigo prédio do Banco da Amazônia, bem em frente da Praça Getúlio Vargas, foi completamente vandalizado com suas portas quebradas, tetos destroçados, roubo de fios, forros e qualquer material que representasse algum valor. O fato, aliás, acontece com qualquer imóvel que os bandidos percebam que está vazio. Respeito pela propriedade alheia é algo que deixou de existir faz muito tempo em Porto Velho.

MARKETING DIGITAL EM JI-PARANÁ

Programada para o próximo dia 25 de novembro (sábado), a Palestra “Marketing Digital – Estratégias para vender mais”, em Ji-Paraná. O evento  ocorre das 8h às 12h, no Auditório da Unimed, com a mediação do administrador de empresas, especialista e expert em vendas online, empreendedor e fundador da Start Coworking, Alan Cunha, de Porto Velho.

Serão abordados diversos temas como, por exemplo, as diferenças entre o marketing tradicional e o marketing digital; o comportamento do consumidor na internet; estratégias de vendas nas redes sociais; dicas para ter uma presença online e como criar uma autoridade na internet; os principais pilares do marketing digital para obter mais resultados; processo de vendas online e funil de vendas online.  A palestra é uma realização da RedeTV! RO, veículo do Sistema Gurgacz de Comunicação (SGC) e Alan Cunha, com apoio de parceiros.  Para saber mais sobre a Palestra “Marketing Digital – Estratégias para vender mais” acesse a plataforma Sympla. Caso tenha alguma dúvida entre em contato com o organizador, Etiene Gonçalves (jornalista) pelo (69) 9 8133-2589 (Tim) ou (69) 3423-0012 (em horário comercial) ou envie e-mail para [email protected].

Depois de quase quatro anos praticamente ininterruptos de queda, os investimentos voltam a mostrar os primeiros sinais de melhora. A estimativa é de que o indicador reagiu no 3º trimestre de 2017 com uma alta de 1,6%, segundo o  Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).  Desde o terceiro trimestre de 2013, a taxa de investimentos  havia caído de 21,52% do Produto Interno Bruto-PIB para 15,49%, segundo dados do Ipea. Mas, outro estudo da entidade, que mede a evolução desses gastos mês a mês, indicou que, cresceram 0,8% em agosto frente ao mesmo período de 2016. O resultado é o primeiro positivo nesta comparação depois de 13 quedas mensais seguidas. Para José Ronaldo de Souza Júnior, coordenador de Estudos de Conjuntura do Ipea, o investimento em máquinas e equipamentos está crescendo bastante e de maneira aparentemente consistente. “Está havendo um respiro no investimento quando se olha os dados mensais”, disse.

TAXA SELIC PODE CHEGAR À NOVA MÍNIMA HISTÓRICA ESTE ANO

Na semana passada, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central reduziu a taxa básica de juros da economia brasileira de 8,25% para 7,5% ao ano. Foi o nono corte consecutivo na Selic, o que levou a taxa ao menor patamar desde 2013, ou seja, em pouco mais de quatro anos. A queda de 0,75% era esperada pelos economistas do mercado financeiro e marca a redução no ritmo de corte dos juros, que havia sido antes de 1% nas quatro últimas reuniões do Copom, o que já havia indicado que esta desaceleração aconteceria.  Em 7,5% ao ano, a taxa básica está muito próxima da mínima histórica, de 7,25% ao ano, que vigorou entre outubro de 2012 e abril de 2013, na série histórica do Banco Central, para a taxa Selic, que começou em 1986. A estimativa dos analistas das instituições financeiras é de que o juro continue a recuar nos próximos meses, chegando a 7% no final deste ano, o que estabeleceria uma nova mínima histórica.

 

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com