Teia Digital

Perspectivas com restrições geram mais incertezas – Por Silvio Persivo

E eu perdi até a delicadeza. “Por delicadeza, perdi a minha vida” (Arthur Rimbaud). 

SEMANA DA MULHER: JUSTIÇA E EQUIDADE 

Nos dias 8 e 10 de março está prevista a Semana da Mulher: Justiça e Equidade, evento alusivo ao Dia Internacional da Mulher e promovido pela Ecoliga-Rondônia, com participação da Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR). A rede de cooperação e colaboração entre órgãos públicos (Ecoliga) providenciará diferentes debates nos dois dias de evento, com o intuito de ampliar o diálogo com a sociedade sobre temas relevantes na luta feminina. A iniciativa está alinhada aos objetivos e princípios da Política de Responsabilidade Socioambiental das instituições organizadoras do evento e da Agenda de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (Agenda 2030), institucionalizada no âmbito do Poder Judiciário em 2019.   O  evento será realizado de forma virtual, com a abertura, no primeiro dia (08), com a Presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região (TRT14), Desembargadora do Trabalho Maria Cesarineide de Souza Lima, abordando o tema “Equidade de Gênero”. No dia 10, as apresentações serão iniciadas com a palavra do Juiz Auxiliar da Presidência do Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO), Juiz de Direito Álvaro Kalix Ferro. A programação seguirá com debates sobre saúde emocional, Projeto Aurora, desafios da mulher no trabalho, feminismo e deficiência e Agenda 2030. 

A Semana da Mulher será transmitida ao vivo, nos dois dias, pelo canal da Escola da Magistratura do Estado de Rondônia (Emeron) no YouTube. Cada dia será certificado em 2 horas-aula, mediante o preenchimento de confirmação de presença durante a transmissão. Programação completa em 

https://unir.br/noticias_arquivos/29046_imagetopdf.pdf

PONTE SOBRE O RIO ABUNÃ

Ainda não é certeza que a ponte sobre o Rio Abunã, que liga Rondônia ao Acre, será inaugurada no próximo dia 18 de março com a presença de Jair Bolsonaro. Embora, quando esteve em Rio Branco recentemente, tenha manifestado sua intenção de vir, o termino da obra está enfrentando problemas de escassez de aço no mercado, o que pode atrasar sua finalização, segundo as empresas contratadas. Só faltam para completar a ponte cerca de uma centena de metros do lado de Rondônia. 

DEMANDA BAIXA E INCERTEZA ALTA 

Acontece em Manaus um fenômeno parecido com o que acontece no comércio de Porto Velho. Mesmo com a reabertura do comércio verifica-se que o consumo está sendo baixo nos principais centros de compras. Segundo o Jornal do Commercio constatou há retrações de até 70% em shoppings e lojas instaladas nos malls. Aqui o impacto parece menor, mas, não menos sentido, pois, os comerciantes estimam uma queda entre 30 e 50% de vendas pela cautela do consumidor e a falta de liquidez no mercado.  O setor de bares e restaurantes, balneários e o turismo em geral é que estão sentindo mais amargamente a recuperação lenta das vendas e as incertezas econômicas. Muitos empresários com receio fundado de que terão que fechar as portas com o atendimento presencial limitado e as medidas restritivas. E, apesar do comércio tomar todas as precauções basta um jogo do Flamengo para criar mais aglomeração num dia que todo o comércio num mês. O temor deles é que o governo vem repetindo as mesmas medidas sem sucesso já faz um ano e ameaça endurecer mais sem que se veja resultado algum.

PROGRAMA DA DECLARAÇÃO DE IR JÁ DISPONÍVEL 

A partir desta quinta-feira (25), os contribuintes já podem baixar o programa de preenchimento e de entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2021 (ano-base 2020) na página da Receita Federal na internet.
O prazo de entrega começa na próxima segunda-feira (1º), às 8h, e vai até as 23h50min59s de 30 de abril. Neste ano, o Fisco projeta receber até 32.619.749 declarações. No ano passado, foram enviadas 31.980.146 declarações. Assim como no ano passado, serão pagos cinco lotes de restituição. Os reembolsos serão distribuídos nas seguintes datas: 31 de maio (primeiro lote), 30 de junho (segundo lote), 30 de julho (terceiro lote), 31 de agosto (quarto lote) e 30 de setembro (quinto lote).

PERSPECTIVAS COM RESTRIÇÕES GERAM MAIS INCERTEZA

É esperado pelo mercado que a taxa de desocupação da população, que será divulgada como resultado da Pnad Contínua Mensal, pelo IBGE deve ficar por volta de 14%. Em geral a taxa tende a cair depois de março, mas, este ano será bem atípico com as medidas tomadas por vários governos e prefeituras de manter ou aumentar restrições. Normalmente, nos anos anteriores, dezembro possui o nível de desocupação mais baixo, o que deve ter acontecido no trimestre findo em dezembro de 2020. Mas, não se espera que janeiro, como é normal, traga alívio, pois, setores como o da educação e do turismo, que influenciam muito o emprego, se encontram num patamar muito baixo. Assim a taxa deve se manter próximo aos 14%, ou seja, algo como 14,5 milhões de pessoas desocupadas. Se não houver uma expectativa de reabertura do comércio teremos que, para, ao menos, manter o nível atual recorrer, mais uma vez, ao auxílio do poder público aos segmentos de menor poder aquisitivo. 

NO FINAL DO ANO DE 2020 CAIU O CONSUMO DA CERVEJA

Segundo a consultoria multinacional Kantar o consumo de cervejas, no Brasil, sofreu uma retração no último trimestre de 2020, em comparação com o mesmo período de 2019, de -6%.  É fato que  o gasto dentro de casa cresceu 20%, mas, o de fora de casa caiu 24%, deixando o saldo, no consumo geral,  de -6%. O motivo: o consumo da cerveja é extremamente dependente da socialização, que, na maioria das vezes, acontece em bares e restaurantes e nos quais paga-se um valor mais elevado.

AUTOR: SILVIO PERSIVO – COLUNA TEIA DIGITAL

  • A opinião dos colaboradores colunistas não reflete necessariamente a posição da Folha Rondoniense

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

BAIXE NOSSO APLICATIVO

RESENHA POLÍTICA

TEIA DIGITAL

TEMPO REAL

DIRETO DE ROLIM

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PARCEIROS

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com