Teia Digital

BNDES destinou 92 milhões para micros e pequenas empresas – Por Silvio Persivo

Penso que deve ser impossível. Difícil é amar uma mulher e simultaneamente fazer alguma coisa com juízo” (Liev Tolstói).

PRATO FÁCIL SE INICIA COM CREDENCIAMENTO DE FORNECEDORES 

Para  facilitar o acesso da população carente à alimentação de qualidade o Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social (Seas), desenvolveu o Projeto ‘Rede de Credenciamento Prato Fácil’ que busca fornecer refeições saudáveis e completas às famílias por um preço mínimo no valor de R$ 2 (dois reais). Feito em duas etapas com a primeira sendo o credenciamento dos restaurantes privados e a segunda, a conferência dos beneficiários das refeições. Os representantes de restaurantes já podem acessar o Edital de Chamamento Público Nº. 156/2020/CEL/SUPEL/RO publicado nesta terça-feira (1). O procedimento dar-se-a por meio de credenciamento, de acordo com a Lei 8.666, de 21 de junho de 1993. Os interessados devem estar atentos a todas as regras e normas estabelecidas no certame. A abertura dos envelopes está agendada para o dia 14/12/2020, e os interessados podem obter o edital no seguinte link: http://www.rondonia.ro.gov.br/supel.

MULHERES AUMENTAM SUA PARTICIPAÇÃO NA PM E DIMINUEM NA POLÍCIA CIVIL DE RONDÔNIA

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou  Pesquisa de Informações Básicas Estaduais (Estadic), referente ao ano de 2019, que   apresenta um panorama sobre as administrações públicas estaduais. Entre os resultados da Estadic, foi constatado que, em Rondônia, as mulheres aumentaram sua participação no efetivo da Polícia Militar e diminuíram sua proporção na Polícia Civil entre os anos de 2014 e 2019. Em 2014, elas representavam 9,6% dos policiais militares e 31,2% dos policiais civis, passando para 10,2% na PM e 30,6% na Civil.  Ressalta-se que houve diminuição de efetivo nas duas forças policiais. No total (homens e mulheres), em 2014, eram 5.200 policiais militares e 2.427 policiais civis, diminuindo para 4.967 na PM e 1.759 na Civil.  A Estadic também apontou que Rondônia e Paraná foram as únicos do Brasil que ofereciam seis serviços por meio de celular ou smartphone. São os serviços: aplicativos criados pelo governo; website adaptado para dispositivos móveis ou desenhado em versão mobile; emissão de boletos de tributos ou outras guias de pagamento; envio de SMS para o cidadão; aplicativos criados por outros organismos ou cidadãos a partir de informações disponibilizadas pelo governo e recebimento de SMS do cidadão. Ainda se verificou que Rondônia é um dos sete estados com Conselho de Transparência ou similar que tenha se reunido nos últimos 12 meses antes da coleta de informações. Além de Rondônia, estão no grupo Amapá, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Paraíba e São Paulo. Os estados de Amazonas, Mato Grosso e Pará possuem Conselho de Transparência, mas sem reunião nos últimos 12 meses.

NOVEMBRO TEM MENOR NÚMERO DE ENCERRAMENTO DE EMPRESAS NO AMAZONAS

Segundo o relatório do Sistema de Registro Mercantil da Junta Comercial do Estado do Amazonas, no mês de novembro de 2020, houve o menor número de extinções de empresas dos últimos seis meses. O número também é o menor em comparação ao mesmo período do ano de 2019. Segundo o relatório, em novembro foram extintas 202 empresas, quatro a menos do que  no mês de outubro (206 encerramentos). Na comparação com os meses anteriores, 268 em setembro, 217 em agosto, 374 em julho e 217 em junho, a queda das extinções foi maior ainda. Mesmo com a pandemia, os dados do 2º semestre de 2020 seguem melhores do que os de 2019. As extinções de novembro de 2020, por exemplo, são menores do que as de novembro de 2019, quando o Amazonas teve 236 extinções. O mesmo também ocorreu no mês de outubro de 2020, que teve a extinção de 206 empresas, contra 227 extinções em outubro do ano passado.

AS VENDAS DA BLACK FRIDAY SUPERAM 2019 EM 25%

A Black Friday deste ano, segundo as estimativas preliminares, teve um aumento do faturamento de 25%, segundos dados o E-bit/Nielsen, movimentando cerca de R$ 4 bilhões só no e-commerce. Se comparado ao ano anterior, o aumento de pedidos gerados superou os 15%. Outro número surpreendente foi que o valor do tíquete médio subiu 8,3%, passando a R$ 652,00. se comparado ao período anterior. Contribuiu para isto a intensa preparação para o “esquenta” Black Friday, que resultou em R$ 6 bilhões no faturamento, mais de 30% se comparado a 2019. Também se atribui o resultado ao fato de que com a pandemia muito mais lojistas aderiram às lojas virtuais e  surgiram novos públicos no comércio eletrônico. Com a crescente demanda de vendas virtuais, as empresas puderam também melhorar a qualidade dos seus serviços oferecidos.

BNDES DESTINOU R$ 92 BILHÕES PARA MICROS E PEQUENAS 

O presidente do BNDES-Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, Gustavo Montezano, afirmou que serão destinados R$ 92 bilhões para pequenas e médias empresas dentro do programa emergencial de acesso a crédito, o FGI PEAC. Segundo Montezano, o banco de fomento privilegiou as empresas menores em detrimento das grandes, o que gerou até mesmo críticas. “Tomamos uma decisão culturalmente nova no Brasil. Fomos criticados e questionados, mas foi uma boa decisão”, afirmou. Ele disse que o principal gargalo no Brasil é o apetite por risco de projetos. O BNDES atuou ao longo dos anos com fianças e avais corporativos e o mercado de “project finance” não se desenvolveu. Para ele, o potencial de privatizações e concessões no país é maior do que o imaginado. Somente no setor de infraestrutura, citou um portfólio de investimentos de quase R$ 200 bilhões, mencionando, por exemplo, os trabalhos para privatização da Cedae, empresa de água e esgoto do Rio de Janeiro.

AUTOR: SILVIO PERSIVO –  COLUNA TEIA DIGITAL

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com