Resenha Politica

Ex-prefeita de Cacoal Glaucione Rodrigues é nomeada no gabinete do deputado estadual Cirone Deiró – Por Róbson Oliveira

PODEMOS, em Rondônia, tem se firmado com um discurso moralista prometendo fazer da política uma atividade limpa. 

 

PANDEMIA 

Todas as previsões dos pesquisadores sobre o coronavírus apontam Rondônia como preocupante nos próximos meses. Hoje todo o sistema de saúde está em colapso e o número de óbitos aumenta assustadoramente. As ações governamentais são insuficientes para conter o caos, visto que a área de saúde estadual, além das municipais, não consegue planejar as ações e nem atender a população a contento.

RRESPONSABILIDADE 

Embora seja da responsabilidade das autoridades políticas ações efetivas para evitar que a pandemia continue ceivando vidas de forma avassaladora, a irresponsabilidade das pessoas em insistir levar a vida dentro da “normalidade” com aglomerações contribui de forma crucial para ampliar a crise sanitária que Rondônia está imersa. Falta em parte considerável da população empatia, respeito à vida e responsabilidade. Não adianta apenas as autoridades emitirem decretos restritivos caso a população não tome consciência em cumprir as medidas preventivas que são indispensáveis no enfrentamento ao COVID.

VACINA JÁ!  

É ínfima ainda a quantidade de pessoas imunizadas com a vacina distribuída pelo Ministério da Saúde, em todo o Brasil. Em Rondônia, caso não haja aquisição de mais vacinas, chegaremos ao final de 2021 com aumento apenas dos óbitos. Ano passado, o prognóstico feito por uma comissão de especialistas indicando colapso com a Covid, foi ironizado por vários segmentos rondonienses, inclusive de profissionais da imprensa engajados neste insano debate ideológico. Hoje, a realidade, é próxima ao prognóstico feito sob encomenda de uma autarquia médica local. É preciso que nossos governantes façam um esforço e comprem vacinas para imunizar a população, com urgência.  O STF deu sinal verde para governadores e prefeitos providenciarem o imunizador. Apesar de alguns “juristas” falastrões de plantão terem feitos previsões jurisprudenciais diversas sobre a regra.

PRECIPÍCIO 

É uma lástima a orientação dada por uma comissão supostamente de especialistas que produziram uma nota técnica sugerindo o retorno das aulas presenciais em Rondônia. Lendo o que foi produzido revela-se  que tais “especialistas” não observaram os estudos científicos e as previsões de dias tenebrosos, haja vista que não há concretamente um cenário sanitário favorável ao retorno à vida “normal”. Pelo contrário, as previsões são catastróficas e sem perspectiva de imunização em massa. Reabrir as escolas nos próximos dias, sem que haja vacinas suficientes nem para os profissionais de saúde, é jogar os trabalhadores da educação e os alunos e familiares ao precipício. A nota técnica que avaliza a reabertura é passível de questionamento. Com a palavra a comunidade científica.

INDIGNIDADE 

Uma profissional da saúde, lotada no Hospital de Base, divulgou pelo Facebook uma foto da alimentação servida aos profissionais que labutam nos plantões daquela unidade, o que revolta qualquer pessoa que teve acesso à imagem (embora este colunista tivesse pedido mais detalhes, o que ocorreu, a imagem foi bloqueada hoje, o que, para a coluna, deve ter sido para evitar retaliação). Percebe-se a indignidade com que valorosos profissionais da saúde são tratados pelo Governo de Rondônia. Profissionais que deveriam ser condecorados pela coragem e denodo são tratados indignamente. Uma vergonha.

MANOBRA 

A nomeação da ex-prefeita de Cacoal Glaucione Rodrigues no gabinete do deputado estadual Cirone Deiró (PODEMOS), em razão das medidas judiciais a que está submetida, é semelhante ao caso da filha de Roberto Jeferson, Cristiane Brasil, que foi obrigada a desistir de uma assessoria na Assembleia Legislativa de São Paulo, pelo mesmo impedimento que em tese a ex-prefeita é alcançada. A manobra não colou no poder legislativo paulista e tem tudo para também não vingar no rondoniense, após questionamento judicial.

MORALISTA 

O PODEMOS, em Rondônia, tem se firmado com um discurso moralista prometendo fazer da política uma atividade limpa. O ato do parlamentar Deiró, até o momento, não recebeu nenhuma censura da direção partidária. Aguardemos!

DOSE DUPLA 

A partir do próximo mês esta coluna vai circular duas vezes por semana: terças e sextas. As sequelas da Covid afetaram a saúde do escriba, mas o juízo para traçar essas linhas meio tortas não sucumbiu ao vírus. A dose agora é dupla.

AUTOR: RÓBSON OLIVEIRA –  JORNALISTA – COLUNA RESENHA POLITICA

  • A opinião dos colunistas colaboradores não reflete necessariamente a posição da Folha Rondoniense

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

About the author

Marcio Martins martins

Add Comment

Click here to post a comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

BAIXE NOSSO APLICATIVO

RESENHA POLÍTICA

TEIA DIGITAL

TEMPO REAL

DIRETO DE ROLIM

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PARCEIROS

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com