Politica

Candidatura de Confúcio à reeleição devolve confiança a população de Cacoal

Anúncios

Os investimentos do governo Confúcio Moura nas áreas da saúde e educação na região Central criaram, segundo os entrevistados que aguardavam o lançamento da campanha “Novos desafios, novas conquistas” pelo candidato à reeleição da coligação “Rondônia no Caminho Certo”, médico Confúcio Moura (PMDB), uma expectativa positiva e diferente na cidade.

Organizado por lideranças locais quinta-feira (7), às 20h, no hotel Catuai em Cacoal, o evento contribuiu para que o candidato à reeleição apresentasse aos empresários, produtores rurais e políticos da região do café as plataformas de governo para um segundo mandato.

A comerciante Ana Teixeira disse que investimentos como os realizados na aquisição de equipamentos e contratação de médicos e enfermeiros para botar em funcionamento o Hospital Regional de Cacoal, que atende cerca de 36.000 pacientes por ano de todos os municípios da região central, melhoria do nível do ensino público e construção de moradias para famílias de baixa renda. “São conquistas que a população não vai esquecer”.

O professor Nelson Rangel, ex-secretário de educação em Cacoal, observou que antes da posse de Confúcio Moura existiam conflitos no sistema de transporte escolar entre o Estado e o município, prejudicando o inicio das aulas na área rural. Atualmente o problema está solucionado, e o governo trouxe inovações para o setor educacional com a implantação do ensino integral em escolas polos da região, lousas digitais, climatização de salas de aula e distribuição de tablet para os professores.

Na região há 21 mil alunos matriculados, 6.500 estudam nas escolas da rede municipal e 13.500 nos colégios de ensino fundamental e médio da rede estadual. “Essa política de manter a criança em tempo integral em sala de aula, fez com que os alunos não corram risco social, melhorando o aproveitamento escolar”. Segundo ainda Rangel,  os país têm mais tempo para trabalhar com a certeza de que os filhos são bem cuidados na escola, recebem boa alimentação, acesso a biblioteca e às áreas de lazer.

O professor lembrou que outro fator para o sucesso dessa nova política é investir na formação e capacitação permanente do professor, que resulta na melhoria da aprendizagem do aluno.

Potencial produtivo

Mais de 4.900 pequenos produtores rurais trabalham no município, onde os 14.300 hectares de lavouras de café produzem 283 mil sacas de 60 kg. Possui 15 agroindústrias funcionando e um plantel de 460 mil cabeças de bovinos com uma produção de leite de 80 mil litros/dia.

O presidente da Associação dos Exportadores e Comércio de Café de Rondônia, Paulo Sérgio Pereira, classifica como bom o desempenho do primeiro mandato de governo no setor agrícola, destacando a revitalização dos cafezais. Paulo Sérgio Pereira acredita que Confúcio Moura, ao ser reeleito continuará impulsionando o setor agrícola.

O preço da saca do café em Rondônia se mantém em R$ 200,00 a saca para o tipo 8, de boa qualidade. A expectativa é de aumentar a produção com a nova política de incentivo com o objetivo de que Rondônia continue a exportar para os Estados Unidos, Equador e México 100 mil sacas de café verde, estimadas em U$ 2 milhões.

Assessoria

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com