Interior

ARIQUEMES: Conselheiros do TCE-RO destacam oportunidade de alavancar a educação durante encontro de formação

O evento realizado na Faculdade Unopar foi aberto pela equipe gestora da Secretaria Municipal de Ariquemes e contou com a presença do presidente do TCE-RO

O Tribunal de Contas do Estado de Rondônia (TCE-RO) deu início na última segunda-feira (22/11), em Ariquemes, à série de encontros formativos com os secretários municipais, diretores, formadoras e supervisores do Bloco I sobre o Projeto de Formação Continuada, que integra um conjunto de ações do Programa de Alfabetização nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental. 

O evento realizado na Faculdade Unopar foi aberto pela equipe gestora da Secretaria Municipal de Ariquemes e contou com a presença do presidente do TCE-RO, conselheiro Paulo Curi Neto, e do conselheiro Edilson de Sousa Silva, relator das contas municipais da região do Vale do Jamari, assim como do vice-prefeito de Ariquemes, Gabriel Amaral, e de gestores municipais. 

O Bloco I é composto por sete municípios: Ariquemes, Rio Crespo, Monte Negro, Cujubim, Itapuã do Oeste, Alto Paraíso e Cacaulândia. Essa formação está sendo ministrada pelas especialistas do Tribunal de Contas de Rondônia, Rita de Cássia Paulon e Suely Amaral, e pelo técnico da Secretaria de Planejamento do TCE-RO, Vinícius Moraes. 

PRONUNCIAMENTOS 

De acordo com o presidente Paulo Curi, esta é uma oportunidade ímpar que as redes municipais estão tendo para estruturar suas políticas educacionais e obterem melhores resultados. 

Destacou que o Planejamento Estratégico do TCE-RO (2021-2028) tem como uma de suas prioridades a educação com foco na alfabetização. “Talvez esta seja a primeira experiência no Brasil de um Tribunal de Contas com essa sistemática. É um privilégio para as redes poderem absorver o conhecimento dessa equipe do TCE, que tem preparação e vivência na área”, disse. 

Paulo Curi falou de sua preocupação com o déficit educacional pós-pandemia, que se agravou. “Com a avaliação diagnóstica, constatou-se uma lacuna gigantesca no aprendizado: a cada 10 crianças, apenas quatro estão adequadamente alfabetizadas no 3º ano. Isso tende a dificultar ainda mais o aprendizado nas séries seguintes. O TCE-RO está alocando não apenas recursos humanos especializados, mas recursos financeiros para tentar alcançar melhores resultados. Portanto, apelo veementemente para que ombreiem conosco para fazer a educação de nosso estado avançar”, finalizou. 

Por sua vez, o conselheiro Edilson Silva disse que a parceria que o TCE desenvolve hoje com as redes de educação vai proporcionar uma mudança radical no atual quadro educacional, e que não tem dúvida de que será referência nessa ação: “Porém, para que isso ocorra, precisamos de pessoas destemidas que abracem esse projeto e sonhe conosco”. 

Destacou ainda que Rondônia, um estado pequeno que está no extremo do Brasil, tem a oportunidade agora de chamar a atenção de todo o país. “Poderemos ser vistos como modelo. Então quero deixar uma palavra de estímulo: O resultado que vocês vão entregar de garra e de determinação vai fazer a diferença na vida de muitas pessoas. Vim da escola pública, que tinha uma formação extraordinária. Na época, a rede privada era o complemento. Hoje é o inverso, mas podemos mudar essa realidade”, ressaltou. 

FORMAÇÃO 

No período da tarde os municípios foram separados em grupos, a fim de em pudessem analisar alguns itens do questionário autoavaliativo para estruturação/reestruturação da Política de Alfabetização e elaboração de planejamento das ações necessárias a serem implementadas a curto prazo (até o final do ano letivo de 2021 e fevereiro de 2022) e médio prazo (junho de 2022).  

Na oportunidade os gestores municipais puderam apresentar um plano de ação através de dinâmicas com as atividades realizadas em grupo, apresentaram suas propostas prévias para os demais e puderam tirar dúvidas com os especialistas do TCE-RO. 

METAS PARA 2022 

Considerando o desenvolvimento das habilidades previstas na BNCC para cada ano escolar, a meta do TCE de Rondônia é que, até o final do próximo ano, 85% dos alunos sejam alfabetizados no 1º ano e 100% dos alunos sejam alfabetizados no 2º ano e no 3º ano – leitor fluente. As avaliações serão realizadas nos meses de junho e novembro de 2022.

FONTE: TCE/RO

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com