Esporte

MARIANA CARVALHO É VAIADA EM EVENTO A FAVOR DE “JOVENS NEGROS E POBRES”

Anúncios
Deputada que votou pela redução da maioridade penal, propôs audiência na Assembleia Legislativa

Não sai

A ferrovia ligando Mato Grosso à Rondônia é obra de papel. Não vai sair. Os custos são inviáveis e nem o governo federal, nem os chineses tem ideia do preço real. Teriam que ser feitas desapropriações, pagar volumosas indenizações e isso sem falar na questão ambiental. Vir seguindo  BR 364 não é viável, muitas voltas, o trecho aumenta, se encurtar, vindo em linha reta, esbarra em reservas ambientais, indígenas, rios e igarapés. Os custos são astronômicos.

Outro ponto

É quando entra no Peru. Quem já fez a viagem sabe que o caminho pelos Andes é o mais curto, mas não dá para o trem subir, tampouco perfurar a cadeia de montanhas. Se for por Ilo, a distância aumenta em mais de 600 quilômteros.  A rodovia interoceânica foi inaugurada em 2010, mas não “decolou” ainda em função das condições das rodovias brasileiras. O mais prudente, e indicado na atual situação seria a duplicação da BR 364 até o Peru, mas isso pode até acontecer, mas demora.

Portanto

O foguetório feito pelos políticos oportunistas de plantão, não passa disso, muito barulho por nada. Quem entende de logística acredita que os chineses estiveram aqui numa espécie de blefe, para pressionar para entrarem nas obras de ampliação do Canal do Panamá. E a tal comitiva que esteve por aqui não tem cacife para nada. Veio à raia miúda, aquela que é mandada para fazer barulho. O controle do canal é muito mais atrativo para qualquer governo.

Acredite

Existem outras alternativas muito mais viáveis economicamente que construir essa ferrovia passando por Rondônia. O que teremos pelos próximos anos serão especuladores, principalmente os políticos, tentando capitalizar votos dos incautos. Essa ferrovia é o típico caso que cabe aquele velho ditado, atribuído a São Thomé, “só acredito, vendo” e não vale assinatura de ordem de serviço, quero ver a marreta batendo no prego do dormente.

Tic-tac

Terça-feira, dia de acordar cedo. Melhor se não estiver frio, porque o metal da algema fica gelado.

Recorde

E a Câmara Municipal de Ji-Paraná deve bater o recorde do ano passado em relação a gastos com diárias. Em 2014 inteiro os vereadores da cidade gastaram R$ 229 mil, e esse ano, até o momento já foram “queimados” com viagens, R$ 107.800. E proporcionalmente, Machadinho do Oeste, cidade com pouco mais de 30 mil habitantes e acredite, 14 vereadores, já gastou este ano R$ 64.218,02.

Enquanto isso

O coronel bombeiro está nervoso. Ficou irritado por que a coluna divulgou que ele foi chamado pelo governador Confúcio Moura em Ariquemes no sábado onde teve que engolir alguns sapos. E ouviu de Confúcio um “conselho” que ele já deu a todos que caíram em desgraça, “vá trabalhar meu filho, esqueça essas denúncias”. Não vou nem rir, mas vou comentar.

O coronel bombeiro

Também estressou. Em reunião com servidores na manhã desta segunda-feira e se achando “cheio de razão” acusou alguns servidores de “estarem vazando informações” para a coluna. Ele proibiu que qualquer comentário sobre o DER saísse de lá a respeito de qualquer situação e disse ainda que vai tirar o CDS dos gerentes, exceto a psicológa Carla Ito (responsável pela ‘reforma administrativa’), que vai ficar com CDS 14. Ele também fez uma lista de todos os comissionados que não foram nomeados por ele, que deverão ser exonerados nos próximos dias.

Sabe qual a ironia?

A maioria trabalhou voluntariamente na campanha de Confúcio Moura e Lúcio Mosquini, fazendo trabalho de formiguinha de graça. Pois é…acho que agora eles vão “quinzá” na fila do desemprego…

Pois é

Outra ironia é que o DER até hoje não convocou os aprovados no concurso de 2010, e os que passaram no certame entraram com mandados de segurança. O DER então está recorrendo de todos, até a última instância, alegando “estar no limite da Lei de Responsabilidade Fiscal”. Quando a justiça não aceita esse argumento, eles recorrem afirmando que “os cargos foram extintos”. Com essa “reforma” mais cargos devem ter sido excluídos e quem está aguardando esse chamamento, pelo jeito, vai ter que esperar sentado.

Barbárie

Uma professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro foi morta e esquartejada por seu namorado, com quem mantinha um relacionamento há cerca de dois meses. “Foi ciúmes”, disse ele em depoimento. Uma menina de 14 anos foi estuprada e morta em Brasília, “ela não queria manter relações comigo porque eu estava sem preservativo”, declarou o assassino confesso. Casos escabrosos como esses estão virando rotina no Brasil inteiro e parece que não existem mais limites para esse tipo de insanidade. Será efeito de toda essa impunidade que grita na cara da população diariamente?

Nova derrota

O ex-ministro Chefe da Casa Civil José Dirceu sofreu mais uma derrota. O juiz federal Sérgio Moro negou acesso ao conteúdo dos depoimentos que foram dados em delação premiada e que envolvem o ex-ministro. Na semana passada, Dirceu teve o pedido de habeas corpus preventivo negado na justiça federal. A amigos ele revelou “estar arruinado” e com dívidas de R$ 3 milhões. Ele também anda se queixando de ter perdido praticamente todos os clientes de sua consultoria desde que a Lava-Jato foi deflagrada. Dirceu atendia, entre outros, a AMBEV, Claro, Odebrecht, Camargo Correia e outros.

Três palminhas

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB) participou de uma audiência pública convocada por ela para debater “a violência contra jovens negros e pobres” na Assembleia Legislativa. O evento tinha por finalidade buscar alternativas para reduzir a injustiça sobre essa classe, que normalmente é a principal clientela dos presídios e alvo de violência policial.

E uma vainha

Pois é. Mas a deputada foi vaiada, e muito, pelo público presente no plenário da Assembleia. Entidades que defendem jovens negros vaiaram a parlamentar porque ela votou a favor da redução da maioridade penal, o que é um contrasenso, tendo em vista que são os jovens negros os mais prejudicados com a redução. Faltou e ainda falta, coerencia à parlamentar, que é jovem, bonitinha, mas tem muito que aprender. Queimou etapas e precisa se encontrar. Faz par com Expedito Netto, que num dia foi contra, e no outro a favor. Incoerência deve ser inerente à falta de experiência e principalmente, de saber ouvir os mais velhos.

Ele cumpriu

E o deputado estadual Léo Moraes apresentou nesta segunda-feira um relatório de suas ações no semestre, entre elas o destino que deu ao “auxílio-moradia” que tem direito como deputado e abriu mão logo no início de seu mandato, “sou de Porto Velho, tenho residência própria e não faz sentido receber essa ajuda”, declarou o parlamentar. Léo foi informado pela ALE que se ele abrisse mão, o benefício seria extinto. Como ele queria direcionar para entidades assistenciais, passou a receber e depositar o valor do auxílio (R$ 3 mil), em uma conta poupança de onde, durante os últimos quatro meses, destinou os valores somados a duas entidades filantrópicas, sendo dois meses para cada uma.

Para contatos

Fale conosco pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no www.painelpolitico.com e www.facebook.com/painel.politico e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Whatsapp 9248-8911.

Casos de hipertensão são alarmantes

Silenciosa, a hipertensão vai chegando aos poucos, sem que a pessoa perceba. Suas consequências, no entanto, são alarmantes. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a pressão alta é responsável por 45% dos ataques cardíacos e 51% dos acidentes vasculares cerebrais. E o número de hipertensos não para de crescer. Hoje, no Brasil, um em cada três brasileiros em idade adulta sofre com a pressão arterial elevada. De acordo com pesquisa do Ministério da Saúde, o índice de pacientes com idade entre 18 e 24 anos é de 8% contra 50% para a faixa etária acima de 55 anos. O diagnóstico de hipertensão é maior em mulheres (25,5%), do que em homens (20,7%). Entre os principais causadores da doença estão o cigarro, o sedentarismo, a obesidade e o álcool.

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
Tags

About the author

Gomes Oliveira

Add Comment

Click here to post a comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com