Direto de Rolim

Ex-governador Ivo Cassol, volta a ganhar notoriedade política nos meios de comunicação do Estado – Por Fernando garcia

Revertério

O senador Marcos Rogério (DEM) e o deputado federal, Expedito Neto, andaram ventilando para os quatro cantos, que teriam conseguidos emendas para o Campus da Unir de Rolim de Moura, na ordem de 2 Milhões, sendo 500 Mil para o curso de História e mais 500 Mil Reais, para construção da Clínica Veterinária do referido Campus. Expedito Neto, chegou até manter reunião com professores e acadêmicos da universidade de Rolim de Moura e, que 1 Milhão, seria para outras atividades como obras inacabadas, criando assim um clima de animosidade, que para surpresa de todos esses recursos estão sendo programados para serem investidos em obras inacabadas em Porto Velho, gerando descontentamento geral por parte dos estudantes de forma geral.

Revertério I

Caso as emendas não sejam preteridas para a capital do Estado, realmente seria de grande valia à aplicabilidade desses recursos aqui na capital da Zona da Mata, onde muitas obras do Governo Federal, estão inacabadas há muitos anos aqui, principalmente a do refeitório que já está em seu quinto ano de aniversário e, sem nenhum posicionamento da reitoria da Unir Porto Velho, nem tampouco da classe política de Rondônia, que estão alojados no Planalto Central, há vários mandatos, como é o caso do senador Marcos Rogério e Expedito Neto. O término das obras do restaurante universitário, precisa entrar em pauta de nossos representantes, afinal, temos muitos cursos chamados corridos, com grande quantidade de estudantes carentes de Rolim de Moura e outras regiões do Estado, portanto, seria de bom alvitre que discussões como essa fossem levadas a sério junto ao Ministério da Educação, até porque, só falta acabamento e compra para utensílios e, sinceramente vai ajudar bastante a classe estudantil da universidade, pois, sabemos que alimentação está sendo um item bastante elevado na vida das pessoas.

Perdeu em casa

A eleição para a presidência da União das Câmaras de Vereadores de Rondônia, Ucaver, que aconteceu dia (12) de agosto na cidade Ouro Preto, teve como vencedora a ex-deputada estadual e atualmente vereadora de Ouro Preto, Helena Rosária. O vereador Claudinho da Cascalheira, que disputou a presidência da Ucaver, garantiu a coluna, que na verdade ele perdeu a eleição dentro de casa, referindo à Câmara de Vereadores de Rolim de Moura, onde dois vereadores não estavam filiados e, nem tampouco se manifestaram em votar, sendo que poderia pagar a anuidade no momento de votação e participar do pleito eleitoral. Já o terceiro voto foi da vereadora Juliana Antunes, que compareceu e votou em Helena Rosária, para presidência da Ucaver. Claudinho da Cascalheira, agradeceu aos colegas de Rolim de Moura, que foram solidários com ele, bem como outros colegas de vários municípios, principalmente de Novo Horizonte, que votaram em peso, assinalando seu nome na votação. Finalizando, Cascalheira enalteceu o nome de Helena Rosária, dizendo que a Ucaver está em boas mãos, elogiando a postura e o trabalho de Rosária, na vida política ao longo dos anos.

Aguardando a chuva

A matéria veiculada semana passada em veículos de comunicação da cidade, que alertava sobre os cortes das árvores no centro da cidade, rendeu muitos comentários. Em síntese, essas árvores que foram plantadas, algumas trazem consequências para certas localidades próximas as residências ou algumas edificações mais próximas. Quanto aos cortes, algumas poderiam ser aparadas para evitar transtornos, outras nem tanto. Mas o que se esperava era que, plantassem primeiro e depois colocassem outras mudas como recomenda a nova legislação ambiental, que exige determinado plantio de árvores frutíferas, para atrair os pássaros. O prefeito Aldo Júlio, informou que providências estão sendo tomadas e, que já estão no viveiro municipal, mais de 500 mudas de Oitizeiros, que assim começar o período chuvoso os trabalhos de plantações começarão nas principais ruas e avenidas da cidade de Rolim de Moura. O que se sabe sobre as árvores de oitizeiras, que as mesmas são adequadas para o paisagismo urbano, com belas copas e proporcionam sombras, além de dá frutos comestíveis com amêndoas ricas em óleo. É uma espécie de árvore resistente muito apreciada na construção civil, muito produzida na região do nordeste, entre os estados do Piauí e Bahia, seus frutos são voltados para a culinária no preparo de bolos, farofas e pudins.

De prontidão

O ex-governador Ivo Cassol, volta a ganhar notoriedade política nos meios de comunicação do Estado, onde certos comentários são favoráveis e outros contra, embora, a linha de raciocínio de seus advogados e apoiadores dão como certa sua candidatura ao Governo de Rondônia, nas eleições do ano que vem. Enquanto as discussões sobre o caso ganha repercussão estadual, Ivo Cassol, continua mantendo contatos em diversas regiões do Estado, buscando a cada dia se alicerçar mais ainda em busca de governar Rondônia pela terceira vez. Embora exista várias candidaturas dadas como certa no momento, com nomes já conhecidos no cenário estadual, como Confúcio Moura, Marcos Rogério e o próprio Marcos Rocha, o nome de Ivo Cassol, sempre é dado como possível governador de Rondônia, caso não tenha empecilho no registro de sua eventual candidatura. O que se observa, é que o ex-governador tem muita adesão no interior do Estado, onde está o maior número do eleitorado rondoniense, onde ele passa sempre é saudado pelo povo que diz ter saudades dele. Ivo Cassol, tem a seu favor um bom histórico no seu currículo de vida pública, nunca perdeu uma eleição e, a que não ganhou  no primeiro turno, teve uma boa vantagem no primeiro turno como aconteceu na eleição de 2002.

Cenas horríveis

Com um calor insuportável nos últimos dias, Rolim de Moura, deve estar ganhando para Cuia Brasa, (Cuiabá), como pronuncia a jornalista Majú Coutinho. Circular na capital da Zona da Mata, a partir das dez horas da manhã até às dezessete horas, é realmente uma batalha hercúlea suportar essa temperatura altíssima. O reflexo desse calor exorbitante aliado as pessoas insensíveis, que termina contribuindo com queimadas na cidade e no campo, como aconteceu esse final de semana em várias linhas do município, onde o fogo fez um estrago de grandes proporções. O resultado disso, é que os proprietários criadores de bois, ficaram sem o pasto e precisa vender os animais abaixo do esperado, evidentemente tomando prejuízos estrondosos, por falta de atenção de algumas pessoas, que adoram brincar com fogo nessa época de calor causticante. A guarnição do Corpo de Bombeiro e homens da Polícia Militar, tiveram muito, trabalho para combater os focos que surgiam cotidianamente, mas o povo aderiu ao chamamento e ajudou na batalha para debelar as chamas.

Irresponsabilidade

A Praça do Bosque, construída na avenida 25 de Agosto, ficou um lugar agradável para as famílias frequentarem, principalmente para as crianças se divertirem nos finais da tarde. Nos últimos dias até a frequência de amantes da natureza aumentaram significativamente, para observarem a beleza com o desabrochar das diversas flores no local, chamando atenção de todos. Mas o que está importunando os visitantes da Praça do Bosque, são as atitudes de algumas pessoas, que parece que tem cabeça de camarão, levando animais para passear dentre eles os temidos cachorros da raça Pitibul, levando perigo para todos que frequentam o ambiente. A prefeitura deveria disponibilizar uma pessoa um funcionário, para advertir esse tipo de gente, que não sabe conviver harmonicamente respeitando os direitos das pessoas. Pelas ruas da cidade também é visto donos de animais, circularem com animais de “raça violenta” sem as focinheiras o que pode provocar lesões desnecessárias em transeuntes.

Sentindo na pele

Com a decisão de o presidente da República, Jair Bolsonaro, entrar com pedido de impechement contra dois Ministros do Supremo Tribunal Federal, por andarem tomando decisões tresloucado, logo, apareceram dezenas de associações disso e daquilo, dando suas opiniões contra o presidente da República, inclusive a Rede Globo, que já é adversária de Bolsonaro, desde o começo das eleições em 2018. Entretanto, vale ressaltar, que as mesmas associações das quantas, não se pronunciaram instante algum, quando o Ministro, Luís Alberto Barroso, andou circulando no Congresso Nacional, pedindo apoio dos parlamentares para impedir o voto impresso, um absurdo, invadindo searas exclusiva e de competência do poder legislativo. O Brasil está clamando por essa decisão faz tempo e, tem que passar isso a limpo, o STF, é uma Casa de Leis, que a cada dia está se transformando em um balcão de negócio, que contraria todas as lógicas, começando pelas suas ostentações.

AUTOR: FERNANDO GARCIA –  COLUNA PORTA ABERTA

  • A opinião dos colunistas colaboradores são de sua inteira responsabilidade e não reflete necessariamente a posição da Folha Rondoniense

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

About the author

Marcio Martins martins

Add Comment

Click here to post a comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com