Cultura

Palhaços Sem Fronteiras lançam a campanha “Brincar é coisa séria” comemorando o mês das crianças

A grande maioria das pessoas desconhece os direitos das crianças e a importância de respeitá-los. Pouco se fala sobre isso, inclusive com as próprias crianças. Afinal, muitas vezes elas não são vistas como seres sociais, com pessoas cidadãs com seus próprios direitos e responsabilidades.

Brincadeiras beneficiam todas as pessoas, física e mentalmente, independente da idade. Foi pensando na importância delas que os Palhaços Sem Fronteiras aproveitaram o mês das crianças e a celebração de cinco anos da organização no Brasil para lançar a campanha “Brincar é Coisa Séria”.

No mês de Outubro, os Palhaços Sem Fronteiras Brasil compartilharão inspirações, reflexões e ideias para fortalecer as conexões entre crianças e pessoas adultas através das brincadeiras, conscientizando a respeito do direito a brincar, garantido no Artigo 31 do Estatuto da Criança e do Adolescente.

Às terças-feiras (dias 05, 12, 19 e 26 de outubro), serão divulgadas nas redes sociais da organização entrevistas com famílias de artistas que integram a Rede dos Palhaços Sem Fronteiras Brasil, falando sobre brincar e sobre ser brincante na profissão e na vida.

Às quartas-feiras (dias 06, 13, 20 e 27 de outubro), faremos uma série de lives com o tema “Brincar levado a sério”. Especialistas da área abordarão novas perspectivas sobre o assunto, compartilhando suas vivências, sempre às 19:00.

No dia 06 de Outubro o bate-papo sobre “Diversidade e Interculturalidade” terá participação de artistas da organização que criaram a Apostila do Coração, em parceria com o Clowner Utan Granser (Palhaços Sem Fronteiras Suécia). O encontro será com Vanessa Rosa, que pesquisa teatro e comicidade atrelados aos saberes ancestrais; Ariadne Antico, que compartilha inquietações enquanto pessoa com deficiência através de espetáculos; Caco Mattos, que pesquisa a dramaturgia na palhaçaria, atrelada à diversidade; Cristiane Muñoz, que pesquisa entrelaçamentos entre autismo e palhaçaria e é doutoranda na UNIRIO; Luís Eduardo Santos, palhaço e doutorando em Sociologia na UFPB; e Tetê Purezempla, multi-artista que pesquisa a palhaçaria musical, e uma das coordenadoras do projeto de criação da apostila.

“Quando nos juntamos para desenvolver uma apostila sobre a metodologia pedagógica dos Palhaços Sem Fronteiras, com foco em Diversidade e Interculturalidade, logo a chamamos de Apostila do Coração. Nesta live, compartilharemos casos, desafios e resultados deste processo”, comenta Tetê Purezempla.

No dia 13 de Outubro o tema é “Quando o brincar cruza fronteiras”, abordando como brincar tem contribuído para a superação de momentos difíceis em vários locais. Com participação especial de Reinaldo Nascimento, cofundador da Associação da Pedagogia de Emergência no Brasil, e mediação de Gabi Winter a Palhaça Jurubeba, formada em Teatro pela Anhembi Morumbi e Pós Graduada em Neurociências e Comportamento pela PUCRS e Luís Eduardo Santos, doutorando em Sociologia pela UFPB e Palhaço do Projeto Universidade em Ação – PUA, que une Arte e Cultura de Paz.

No dia 20 de Outubro o encontro é sobre “O Brincar Livre e Espontâneo”, com mediação de Melissa Panzutti e Ricardo Rodrigues (PSFB); e participação de Soraia Chung, do Instituto Alana e Renata Meirelles, do Território do Brincar. As convidadas compartilharão as pesquisas que desenvolveram sobre o tema ao longo dos anos, abordando sobretudo, o que aprenderam deste instigante fenômeno.

Em 27 de Outubro o tema da conversa é “Brinco como existo – princípios e fins da escuta lúdica” com Claudio Thebas, palhaço e escritor com mais de um milhão de livros vendidos em quatro países, e Arthur Toyoshima, ator, palhaço e um dos fundadores dos Palhaços Sem Fronteiras Brasil.

Nos sábados de outubro, serão compartilhados vídeos com ideias de brincadeiras e tutoriais para que crianças e pessoas adultas possam realizar em casa. E no dia 30 de Outubro, às 10:00, haverá uma live de brincadeiras com Lilyan Teles, a Palhaça Xamanga.

A campanha “Brincar é Coisa Séria” visa conscientizar as pessoas adultas quanto à necessidade de reflexão acerca de seu papel na garantia do direito das crianças a brincar, inspirando-as a identificar possíveis caminhos para o fortalecimento do vínculo familiar e da saúde mental através da brincadeira.

“Queremos ajudar as pessoas adultas a compreenderem alguns bloqueios e construir repertório de brincadeiras, para que assim elas possam defender o brincar como uma linguagem de conhecimento!”, finaliza Aline Moreno, diretora presidenta e uma das fundadoras dos Palhaços Sem Fronteiras Brasil.

Palhaços Sem Fronteiras Brasil é uma organização social sem fins lucrativos fundada em 2016 e a primeira da América Latina a ser integrante da organização internacional Clowns Without Borders International (CWBI), entidade mundialmente conhecida criada na Espanha (1993) presente em catorze países.

SERVIÇO: Campanha “Brincar é Coisa Séria”

Temporada: 01 a 31 de outubro de 2021 – Grátis – Classificação Livre

Onde assistir: Instagram e Facebook Palhaços Sem Fronteiras Brasil

Link: www.instagram.com/palhacossemfronteiras e www.facebook.com/palhacossemfronteirasbrasil

Dicas de brincadeiras: dias 02, 09, 16, 23, 30 de Outubro de 2021 (sábados) – postagens nas redes sociais

Dia 30 de Outubro de 2021 (sábado) – Horário: 10:00 – Live com Lilyan Teles, a Palhaça Xamanga

Entrevistas Rede Palhaços Sem Fronteiras Brasil: dias 05, 12, 19 e 26 de Outubro (terças-feira) – postagens nas redes sociais da ONG.

Programação de Lives “Brincar levado a sério” – Sempre às quartas-feiras – Horário: 19:00

Dia 06 de Outubro – Bate-papo “Diversidade e Interculturalidade” – Com: Vanessa Rosa, Ariadne Antico, Caco Mattos, Cristiane Muñoz, Luís Eduardo Santos e Tetê Purezempla.

Dia 13 de Outubro – Bate-papo sobre “Quando o brincar cruza fronteiras” – Com: Reinaldo Nascimento, Gabi Winter e Luís Eduardo Santos

Dia 20 de Outubro – Bate-papo sobre “O Brincar Livre e Espontâneo” – Com: Melissa Panzutti, Ricardo Rodrigues, Soraia Chung e Renata Meirelles

Dia 27 de Outubro – Bate-papo sobre “Brinco como existo – princípios e fins da escuta lúdica” – Com: Claudio Thebas e Arthur Toyoshima

FONTE: ASSESSORIA

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com