Atualidades

A vingança: Jaime Bagattoli poderá enfrentar coronel Marcos Rocha em 2022

Jaime Bagattoli (PSL) que conquistou – 212 mil votos nas eleições de 2018 para o Senado Federal (ficando em terceiro lugar)- poderá enfrentar seu agora inimigo político, o atual governador de  Rondônia, coronel Marcos Rocha (sem partido). Nas eleições de 2018 Bagattoli rompeu com o então candidato ao governo durante o segundo turno das eleições. Segundo bastidores, a candidatura dele ao governo em 2022 será uma espécie de revanche, ou vingança, como queiram.

Jaime Bagattoli chegou em Rondônia em 1974, e hoje é um dos líderes empresarias mais bem-sucedidos do estado, com atuação em diversos setores importantes da economia. Nas eleições de 2018 gastou mais de R$ 2 milhões apoiando diversas candidaturas, dentre elas, a do governador e a dos deputados eleitos Eyder Brasil (estadual) e coronel Chrisóstomo (federal). O atual vice-governador Zé Jodan, estaria disposto a sair ao Senado Federal, apoiando Bagattoli ao governo. Além do mais, Bagattoli é amigo do Bolsonaro. Ajudou na campanha. Ele tem entrada livre no governo federal. Ele será o presidente do partido Aliança pelo Brasil no qual ele está à frente em RO. O clima político em Rondônia vai esquentar após a pandemia.

FONTE: MAIS RO

Comentar

Print Friendly, PDF & Email
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com