Agronegócio

Precisão de diagnóstico sanitário também depende de qualidade das amostras laboratoriais, alerta SANPHAR/IPEVE

A sanidade de uma granja está diretamente ligada ao processo de diagnóstico rápido e eficaz de enfermidades. Para Talita Resende, coordenadora de diagnósticos do IPEVE, laboratório e marca de vacinas autógenas da SANPHAR Saúde Animal, a acurácia do diagnóstico depende diretamente da qualidade do material submetido, não dizendo respeito apenas à amostra em si, mas também à informação fornecida. “Apesar de termos à disposição técnicas modernas, sensíveis e específicas para o diagnóstico das enfermidades animais, a interpretação assertiva dos resultados tem relação direta com as informações epidemiológicas do problema investigado”.

De acordo com a coordenadora de diagnósticos da SANPHAR/IPEVE, para que o diagnóstico seja preciso, é necessário que, com a identificação de um problema na propriedade, o médico veterinário responsável faça rápido levantamento epidemiológico, pontuando sinais clínicos, faixa etária de animais afetados, protocolos de vacinação adotados, medicações anteriores e taxa de mortalidade. Levantadas essas informações, o profissional deve selecionar os animais para a coleta de amostras.

Outro fator a ser levado em consideração é a periodicidade dos exames. “Quando pensamos em coleta de amostras para vacinas autógenas, devemos lembrar que este tipo de vacina é desenvolvido para controlar doenças específicas de cada rebanho e, dentro do mesmo rebanho, de animais de faixas etárias específicas. Por isso, a coleta de amostras deve ser frequente, de modo que os produtores tenham à disposição as cepas a ser utilizadas na composição das vacinas autógenas que melhor representem os agentes em circulação na propriedade naquele momento específico. Em outras palavras, o monitoramento sanitário é essencial”, afirma Talita Resende. A profissional da SANPHAR explica que a amostragem deve ser realizada de maneira adequada, com critérios de seleção e armazenamento adequado das amostras para envio ao laboratório.

Em seu portfólio, a SANPHAR/IPEVE oferece ampla gama de testes diagnósticos, entre eles exames anatomopatológicos, histopatológicos, bacteriológicos, parasitológicos, sorologia por diversos métodos e detecção de agentes por PCR. Além disso, a Sanphar/IPEVE possui também equipe especializada de profissionais à disposição dos clientes para visitas e auxílio em coletas de amostras e monitoria sanitária para produção de vacinas autógenas eficazes, que auxiliam no controle de doenças bacterianas.

FONTE: ASSESSORIA TEXTO COMUNICAÇÃO

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

BAIXE NOSSO APLICATIVO

RESENHA POLÍTICA

TEIA DIGITAL

TEMPO REAL

DIRETO DE ROLIM

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PARCEIROS

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com