Agronegócio

Pós-parto de vacas leiteiras enfrenta desafios nutricionais. Ação rápida é o segredo para recuperação

O período de gestação das vacas leiteiras envolve vários desafios fisiológicos. Com a chegada das bezerras, as fêmeas têm variação no nível hormonal e mudanças corporais, às quais, entre outras mudanças, dificultam a ingestão de água e alimentos. E isso é um grande obstáculo para a sua sustentação e da própria cria. “É um período muito difícil. As vacas entram em Balanço Energético Negativo (BEN), desequilíbrio entre a demanda energética e a capacidade de consumo, e pode aparecer a hipocalcemia, falta de cálcio na corrente sanguínea no período pós-parto”, informa a zootecnista Jessica Poncheki, consultora técnica comercial da Auster Nutrição Animal.

“É importante estabelecer a dieta correta no pós-parto o quanto antes. Fazer com que o rúmen da vaca esteja ativo e funcional é fundamental para aproveitar ao máximo os nutrientes” recomenda Jessica Poncheki. Ela ressalta que para os animais superarem esse período é preciso cuidar para que o BEN seja o menos intenso e com a menor duração possível. “Um bom manejo nutricional envolve dietas aniônicas cerca de 21 dias antes do parto, pois proporciona reposição de cálcio”.

Além da alimentação, é importante levar em consideração o conforto e o bem-estar animal, ou seja, a visão integrada da vaca no que diz respeito ao manejo e ao ambiente. Deve-se atentar a questões simples, mas muito relevantes, como o período do tempo em que a vaca fica deitada, pois pode estar relacionado à qualidade de cama ou à lotação; enchimento ruminal: pode ser reflexo de características da dieta ou até mesmo acessibilidade à dieta; e até problemas com ventilação, que pioram a condição de estresse térmico. Todos esses cuidados devem ser acompanhados de perto, no pré-parto e também durante os primeiros 20 a 30 dias após o nascimento das bezerras.

Para contribuir para a melhor e mais rápida recuperação das vacas no pós-parto, a Auster Nutrição Animal disponibiliza o Drench Up, suplemento composto por fontes de energia, minerais e vitaminas, que ajuda a restabelecer a atividade ruminal, promovendo a reidratação intra e extracelular. Além de Drench Up, a Auster também conta com a linha Prius, composta por produtos ricos em ingredientes energéticos e alta palatabilidade, que podem ser associados a fontes de aminoácidos e outros aditivos que melhoram a saúde do fígado dos animais nessa fase de BEN.

FONTE: ASSESSORIA TEXTO COMUNICAÇÃO

Comentar

Print Friendly, PDF & Email

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

BAIXE NOSSO APLICATIVO

RESENHA POLÍTICA

TEIA DIGITAL

TEMPO REAL

DIRETO DE ROLIM

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PARCEIROS

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com